Apucarana

Polícia Civil de Apucarana apresenta 12 envolvidos em crimes diversos

Da Redação ·

A Polícia Civil de Apucarana, em conjunto com a Polícia Militar, apresentou durante a tarde desta quinta-feira (11) 12 pessoas, entre eles um menor, envolvidos em crimes diversos ocorridos, desde furtos, assaltos e até homicídios na região nos últimos meses. A maioria foi preso devido a ações em conjunto da Polícia Civil com a PM.

continua após publicidade

Entre os apresentados estavam Roberto Rivelino  - conhecido como Costelinha - Tiago Cesar de Oliveira e Vinicius Henrique de Almeida , presos pelos crimes de homicídio. Os outros 9 detidos, estavam envolvidos em crimes de furto e também assaltos, como o ocorrido à loja de informática Kairos no último dia 27. Alguns, possuíam envolvimentos em conjunto no mesmo crime, mas segundo o delegado chefe da 17ª SDP de Apucarana, não é possível determinar que todos fossem parte da mesma quadrilha.

Uma motocicleta, avaliada em mais de 20 mil reais, comprada com dinheiro de um assalto a um posto de combustíveis recentemente foi apresentada no local. Também foram mostrados diversos relógios, correntes e objetos eletrônicos, que estavam em poder dos detidos. 

continua após publicidade

Segundo o Delegado Chefe da 17ª SDP de Apucarana, José Aparecido Jacovós, o mandante de vários dos crimes de roubo, seria Carlos Adriano Isaías, quem coordenou os roubos, foi liberado pelo judiciário nesta semana, após ter sido preso na última semana. “É frequente isso, na segunda-feira (11) prendemos um homem, envolvido em uma situação de venda de drogas, que acabou sendo liberado pelo judiciário, e que depois, devido a relatos e evidências, foi notado como o mandante de um grupo, quem realizou diversos roubos na região”, cita o delegado-chefe da 17ª SDP, José Aparecido Jacovós.

Ele ainda faz um apelo, “Pedimos ao Ministério Público e ao Poder Judiciário, que pessoas que tenham antecedentes, recebam um valor de uma fiança um pouco maior, dificultando assim sua liberação, ou que se consulte a autoridade policial, para que esses criminosos não voltem ás ruas, houve casos em termos prendido três vezes a mesma pessoa, e após ser deliberada uma fiança, o detido volta a liberdade, é como enxugar gelo” cita o delegado Jacovós. Ele ainda agradeceu os trabalhos da PM e do Tenente-Coronel Aimoré Nunes Moreira, da PM de Apucarana, pelos bons trabalhos e apreensões feitas nos últimos meses.

A polícia segue à procura de outras quatro pessoas suspeitas de comandarem os crimes. Um dos foragidos, seria Darcy de Andrade, que se apresenta com o nome de Douglas Silva, responsável por ter baleado, e deixado tretraplégico, outro homem no último dia 02 de dezembro. Os criminosos também teriam realizado pelo menos cinco roubos a residências e comércios de Apucarana.