Apucarana

Pesquisa/Procon: Preço do etanol tem alta de 16,7% em Apucarana

Da Redação ·
Produção de etanol no Brasil crescerá 13,7% (Agências)
Produção de etanol no Brasil crescerá 13,7% (Agências)

Pesquisa realizada pelo Procon de Apucarana e campus local da Universidade Estadual do Paraná (Unespar) aponta tendência de alta nos combustíveis. Levantamento realizado em 4 de dezembro em 26 postos da cidade revela elevação de preços todos os produtos pesquisados em um período de pouco mais de uma semana.

O destaque, entretanto, é o etanol, que aumentou em média 16,7%, percentual maior que a gasolina e o diesel, que tiveram reajuste oficial liberado nas refinarias pela Petrobras no início de novembro.Segundo a pesquisa, a gasolina comum sofreu um reajuste médio de 9,57% em relação à última pesquisa, realizada em 26 de novembro.

Ou seja, a pesquisa anterior já havia sido realizada depois do reajuste de 3% liberado pela Petrobrás nas refinarias – que passou a vigorar em 7 de novembro. A gasolina aditivada sofreu um reajuste de 8,86% no período e o diesel foi o combustível com menor variação. A alta foi de apenas 1%.

O coordenador da pesquisa, professor Acir Bacõn, destaca que a alta do etanol surpreende. “Acreditamos que essa remarcação segue a acomodação de mercado após o reajuste, de modo a tabelar o valor do etanol em torno de 70% da gasolina”, avalia. Ele também lembra que no final do ano, por conta da demanda maior, costuma haver uma recomposição de preços dos combustíveis.O aumento do etanol também chega neste ano nas bombas junto com o final da safra da cana-de-açúcar.

continua após publicidade


Segundo estimativa do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), divulgada anteontem, nas usinas paulistas os preços do etanol subiram 2,6% na última semana. Os reajustes, segundo o centro, são impulsionados pela maior demanda de distribuidoras e expectativas sobre um aumento percentual da mistura do biocombustível na gasolina, além da eventual retomada da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide).

ETANOL

A pesquisa de preço também aponta as variações de preços praticados. Nesse quesito, o diesel é o combustível com maior variação e que exige mais pesquisa do consumidor. A variação entre o preço máximo e mínimo chega a 14,5%, uma diferença de R$ 0,35 por litro.Com preços variando entre R$ 1,997 e R$ 2,190, o etanol tem uma variação nas bombas de 9,6%, totalizando R$ 0,19 por litro se comparados os maiores e menores preços. Em Apucarana, a gasolina comum tem a menor variação nas bombas, 6,3%, com variação de R$ 2,999 e R$ 3,190.