Apucarana

Acusado de homicídio qualificado é condenado a 10 anos em Apucarana

Da Redação ·

Leonildo Cândido Ferreira foi condenado a 10 anos de reclusão, em regime fechado, durante júri popular nesta terça-feira (02) em Apucarana pelo crime de homicídio qualificado.  Ele é acusado de matar, a golpes de faca, Wagner dos Santos. O crime ocorreu em 25 de abril de 2005, em um bar (conhecido como “Bar da Bel”) na Rua Rafael Sorpili em Apucarana.

continua após publicidade

Segundo relato, durante o júri, ele afirmou ser usuário de crack e que realizou o crime devido a desentendimentos com a vítima - O irmão de Leonildo havia se envolvido já em um furto com a vítima Wagner dos Santos - e uma suspeita de delação teria motivado o crime.

O promotor de acusação do caso foi Eduardo Cabrini. O advogado de defesa da vítima é Tomas Jeferson de Carvalho. O diretor do fórum, Juiz Oswaldo Soares Neto foi quem coordenou o júri. O condenado ainda pode recorrer da sentença.

continua após publicidade

25º JÚRI

continua após publicidade

O julgamento desta terça-feira (02) marca o 25º júri realizado na Comarca de Apucarana, em 2014, uma marca simbólica para a região. “Foram praticamente dois juris por mês, isso é resultado de todo um conjunto, os méritos disso devem ser divididos com todos os oficiais de justiça, servidores do judiciário, promotores de Justiça e também advogados que trabalharam bastante” cita o diretor do fórum, juiz Oswaldo Soares Neto.

Ele ressalta que dentre os 25 processos, levados à júri, 16 possuem data anterior ao ano de 2009, o que no mês de outubro, até resultou em uma premiação à 1ª Vara Criminal, denominada “Selo Bronze” designado pelo Conselho Nacional de Justiça. “O selo foi dado à 1ª Vara pelo cumprimento da solicitação feita em dar prioridade ao julgamento de processos mais antigos, tivemos também a Semana Nacional do Júri em março, na qual foram feitos cinco júris, e que contribuiu bastante para essa marca” cita o juiz Oswaldo Soares Neto.