Apucarana

Escola pública de Apucarana promove palestra sobre sexualidade

Da Redação ·

continua após publicidade

Os alunos do quarto ano da Escola Municipal Osvaldo dos Santos Lima, de Apucarana, tiveram a oportunidade de participar, na tarde do dia 26 de novembro, de uma palestra sobre Sexualidade, com a palestrante Keite Olímpio.

A professora Jéssika, que desenvolveu a iniciativa, conta que começou a planejar o projeto em julho, dentro do Planejamento Curricular da série que é formada por temas como Fases da Vida, Corpo Humano, Como viemos ao mundo, Reprodução, Os Cuidados que devemos ter com os Bebês, A Importância de uma alimentação saudável.

continua após publicidade

Segundo Jessika, as dúvidas sobre o tema foram surgindo durante os trabalhos em sala de aula e ela, então, resolveu chamar alguém especializado no assunto para falar com as crianças: "A Palestrante Keite Olímpio de Oliveira vem trabalhando esse assunto há muito tempo na rede estadual, consegui trazê-la por ela ser minha irmã, e aceitar a proposta sem gerar nenhum custo financeiro para a escola, é uma pessoa de minha total confiança, conheço o trabalho dela e acredito muito na sua luta pelo Trabalho da Sexualidade na escola".

A professora Jéssika, que desenvolveu a iniciativa, 

continua após publicidade

conta que começou a planejar o projeto em julho

Keite Olímpio conversou com as crianças a fim de fazê-las verem que a Sexualidade não deve ser um 'tabu' em seu dia a dia, enfatizando o respeito pelo próprio corpo e o corpo do outro, além de esclarecer a importância de se respeitar as diferentes fases da vida: infância, adolescência, juventude e vida adulta.

continua após publicidade

Segundo a professora, seus alunos- que têm entre 8 e 9 anos- compreenderam o recado de Keite e já estão vendo o tema com outros olhos. "Muitos professores não trabalham o tema em sala de aula com medo do que as famílias podem achar, mas é um perigo pois os casos de gravidez e namoro precoce, abusos infantis, pedofilia e estupro vem acontecendo em maior proporção em alunos de 8 e 9 anos", diz Jessika.

O objetivo do projeto é alertar os alunos sobre Sexualidade e Sexo, atentando para o respeito mútuo.