Apucarana

Justiça finaliza preparativos para eleição deste domingo

Da Redação ·
Foto: Sérgio Rodrigo
Foto: Sérgio Rodrigo

A Comarca de Apucarana, composta pelas zonas eleitorais 28ª e 179ª, já tem quase tudo pronto para a realização da eleição deste domingo, quando os eleitores vão às urnas para escolher em segundo turno o presidente da República para os próximos quatro anos. Estão na disputa os candidatos Dilma Rousseff (PT), que concorre à reeleição, e o senador Aécio Neves (PSDB).

continua após publicidade

O juiz da 179ª Zona Eleitoral, Laércio Franco Júnior, que atende parte dos eleitores de Apucarana e os dos municípios de Cambira e Novo Itacolomi, informou ontem que a parte técnica e administrativa da eleição está consolidada. Segundo ele, as urnas foram recarregadas depois do primeiro turno e na manhã deste sábado serão encaminhadas pelos Correios às seções de votação. “Não há nenhum problema com as urnas, todas estão prontas para a eleição”. Somando as duas zonas eleitorais, serão 287 urnas distribuídas nas sessões eleitorais dos três municípios. São 94.167 eleitores de Apucarana, 6.256 de Cambira e 2.522 de Novo Itacolomi. 

Dr. Laércio assinala que a Comarca de Apucarana também está preparada para acompanhar o pleito através dos juízes, promotores, Polícia Militar, Polícia Civil, Guarda Municipal e servidores da Justiça.

continua após publicidade

O juiz espera que a eleição seja tranquila, como aconteceu no primeiro turno. Ele recomenda aos eleitores que evitem fazer propagandas de candidatos ou pedidos de votos. Isto configura boca de urna, que é crime eleitoral e pode resultar em prisão em flagrante. “O eleitor poderá usar boton do candidato ou partido, porém de forma silenciosa”, adverte. Da mesma forma, está proibida a venda e consumo de bebida alcoólica das 6 às 18 horas. Quem for pego em flagrante será levado para a delegacia.

O pleito será das 8 às 17 horas. Segundo Laércio Franco, uma hora após encerrada a votação já será possível saber o resultado das urnas em Apucarana. Os cartórios farão a apuração em tempo real. No entanto, a publicação dos resultados vai depender de liberação do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Paraná e Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Por causa do horário de verão, em alguns estados a eleição termina mais tarde, variando de duas a três horas.