Apucarana

Mercearia em bairro de Apucarana é assaltada pela quinta vez

Da Redação ·

Quatro rapazes - um fez menção de portar arma de fogo e trajando camisa verde - roubaram mercadorias e dinheiro, pouco antes das 11 horas desta terça-feira (7), na mercearia Souza Lima, situada à Rua Dartgnan Bertoia (final da Rua Bygton), no Núcleo João Goulart, na zona leste de Apucarana.

continua após publicidade

De acordo com o proprietário do local foi o 5º assalto que o estabelecimento sofre desde que foi aberto, há cerca de 3 anos. "O último deles foi em Julho, além desses roubos houve também um arrombamento, ocorrido na madrugada da última quarta-feira (01), no qual surpreendi os criminosos por volta das 2h da manhã, tentando invadir o local. Eu estava sozinho, não tive como segurá-los e acabaram fugindo", lamenta o dono do local José Oliveira de Souza, de 64 anos.

Ele não estava na mercearia no momento do crime ocorrido nesta terça-feira (07), sua esposa estava trabalhando no local. A sensação de insegurança com os crimes é preocupante "É muito recorrente, fica impossível trabalhar aqui... Não temos como trabalhar, preciso sair pra fazer alguma coisa e encontro minha esposa apavorada com a situação" comenta o proprietário.

continua após publicidade

Mesmo com a revolta, José de Olveira é contra a redução da maioridade penal, embora ache que mudanças nas punições sejam necessárias. "Esse pessoal que rouba, é aqui da região, a polícia sabe onde eles estão e ninguém toma providências, é isso o que revolta. Nossa lei é ruim, o criminoso, seis meses antes de ter 18 não pode ir preso. Temos que achar punições adequadas para esta faixa etária, reduzir a maioridade penal não vai resolver o problema" cita o proprietário.

Os assaltantes, que segundo a vítima aparentam ser muito jovens (menores), estavam com uma mochila preta, onde colocaram produtos do mercado, como salgadinhos doces e outros produtos. O quarteto também roubou a quantia de R$ 30 do caixa da mercearia.

Após a consumação do assalto, os bandidos fugiram a pé rumo ao Parque do Japira. Três equipes da Polícia Militar (PM) realizam diligências nas cercanias para localizar e prender os ladrões. Até o fim da manhã, ninguém havia sido detido.