Apucarana

Apucarana lança programa de compras públicas

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Apucarana lança programa de compras públicas
fonte: Foto: Edson Denobi
Apucarana lança programa de compras públicas

O “Compra Apucarana”, que tem o objetivo de impulsionar a participação de empresas locais em licitações públicas, foi lançado oficialmente nesta quinta-feira (04/09), no Cine Teatro Fênix. Os próximos passos são a capacitação de compradores e fornecedores, a realização de um encontro de negócios e a abertura de um escritório de atendimento. Apucarana conta com 47 instituições públicas que adquirem anualmente mais de R$ 100 milhões em bens e serviços.

continua após publicidade

O programa é uma iniciativa do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), através do escritório local, em parceria com o Comitê da Lei Geral da Micro e Pequena Empresa de Apucarana, Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado do Paraná (Faciap) e Secretaria Municipal de Indústria e Comércio, tendo ainda o apoio da Acia e Observatório Social de Apucarana.

O lançamento do programa contou com a presença do prefeito de Apucarana, Beto Preto, Julio César dos Santos Rodrigues, consultor do Sebrae/PR, Hélder Miranda de Paiva, presidente da Coordenadoria das Associações Comerciais e Empresariais do Norte do Paraná (Cacinp), Jonas Bertão, presidente da Federação das Associações de Micro e Pequenas Empresas do Paraná (Fampepar), Mauro de Oliveira Carlos, presidente do Observatório Social de Apucarana, Wanderlei Faganello, presidente da Associação, Comercial, Industrial e de Serviços de Apucarana (Acia), Laércio Costa, secretário municipal de Indústria e Comércio, e Aurita Bertoli, representando a Câmara de Vereadores de Apucarana.

continua após publicidade

De acordo com Beto Preto, é necessário criar um ambiente que permita uma participação cada vez maior de empresas locais nos processos licitatórios. “Muitos produtos e serviços acabam sendo fornecidos por empresas de fora. No caso dos uniformes escolares, um lote ficou com uma empresa de Campo Mourão e outro com uma de Maringá”, exemplifica.

O prefeito de Apucarana afirma ainda que existe até a dificuldade de contratar localmente serviços rotineiros, como o de manutenção de aparelhos de ar condicionado. “Temos que ampliar a discussão e defendo uma revisão da Lei das Licitações a partir do ponto de vista da gestão local”, frisa.

Julio César dos Santos Rodrigues, consultor do Sebrae, afirma que entre os passos que deverão ser seguidos está o estabelecimento da confiança no comprador público. “Ele é um bom pagador e faz isso num prazo inferior a 15 dias”, observa.

continua após publicidade

Compradores públicos são instituições como Prefeitura e autarquias municipais, Sesc, Sesi, Senai, Sebrae, Fiep, Copel e Sanepar, além de escolas e universidades, instituições financeiras, corporações militares e entidades de classe. “Já fizemos uma reunião chamando os compradores. Ao todo, foram elencadas 47 instituições e que representam anualmente um mercado de mais de R$ 100 milhões. Precisamos agora fazer o encontro entre os compradores e os fornecedores, dinamizando o processo e capacitando as partes envolvidas, com o objetivo de facilitar o acesso a esse mercado”, frisa o secretário municipal de Indústria e Comércio, Laércio Costa.

CRONOGRAMA - As próximas ações do Programa Compra Apucarana são a capacitação de compradores (16 a 18 de setembro, no Sebrae), preparação dos fornecedores (15 a 18 de setembro, no Sebrae), nova etapa de capacitação dos compradores (14  a 16 de outubro, na Acia), nova etapa de preparação dos compradores (13 a 16 de outubro, na Acia) e encontro de negócios (25 de setembro, em local a ser definido).