Apucarana

Educação entra na luta pelo fim da violência contra a mulher

Da Redação ·
Apucarana é o terceiro município do Paraná a aderir a campanha, que tem foco nas escolas
fonte:
Apucarana é o terceiro município do Paraná a aderir a campanha, que tem foco nas escolas

A Secretaria da Mulher e Assuntos da Família lançou, na manhã desta terça-feira (26/08), em Apucarana, a campanha pelo fim da violência contra a mulher “Quem ama abraça – Fazendo Escola”, que será desenvolvida nas redes municipal e estadual de ensino, em parceria com a Autarquia de Educação (AME), Núcleo Regional de Educação e Conselho Municipal dos Direitos das Mulheres.

“Quem ama abraça” é uma iniciativa nacional, promovida pela Rede de Desenvolvimento Humano (Redeh), Instituto Magna Mater e pela Secretaria de Políticas para Mulheres da Presidência da República. Apucarana é o terceiro município do Paraná a aderir a campanha, que tem foco nas escolas e busca mobilizar crianças e adolescentes para o debate e superação das diferentes formas de violência contra as mulheres.

A Secretária da Mulher e Assuntos da Família, Denise Canesin Moisés Machado, explicou o porquê da escolha dessa faixa etária para o desenvolvimento do tema. “56% das mulheres, que fazem denúncias pela central de atendimento “ligue 180”, informam que os filhos presenciam os maus tratos e 23% também o sofrem de maneira direta ou indireta.

Assim, quando falamos de violência contra a mulher nas escolas, sabemos que infelizmente esse assunto já é conhecido pelos alunos. Não podemos fingir que o problema não existe”, afirmou. As discussões e debates serão levados aos estudantes do 5º ano de todas as escolas municipais e do 8º ano nos colégios estaduais.

Cada instituição de ensino receberá oficinas e kits de materiais, com manual para os educadores, sugestões de atividades, gibis para os alunos e DVDs com clipes musicais da campanha. Presente hoje na cidade, a diretora executiva da Redeh e coordenadora nacional da campanha “Quem ama abraça – Fazendo Escola”, Maria Aparecida Schuma Schumaher, participou de uma roda de conversa com os docentes e demais envolvidos que trabalharão a proposta dentro de sala de aula. O objetivo foi sensibilizá-los e oferecer os conteúdos necessários para a abordagem do tema entre os estudantes.

O prefeito Beto Preto destacou que, em seu mandato, o município tem tocado em questões difíceis e importantes. “Primeiro abordamos a questão do tempo integral, que, nas gestões passadas, nada mais era que uma extensão de carga horária. Graças ao trabalho da nossa equipe da AME, agora estamos construindo um currículo de qualidade. Depois tratamos também da igualdade racial e, hoje, demos um passo importante para o enfrentamento da violência contra as mulheres”, disse.

Na mesma direção, a diretora-presidente da AME, professora Marli Regina Fernandes da Silva completou dizendo que a campanha “Quem ama abraça – Fazendo Escola” irá contribuir para o enriquecimento curricular e para a formação integral dos alunos. “Desde cedo, as crianças precisam compreender as questões que os cercam e também ter ações em relação a isso. Esse projeto vai incutir importantes valores, como o respeito ao próximo, nas nossas crianças, que eles levarão para toda a sua vida”, finalizou.        

continua após publicidade