Apucarana

Manifestação contra exploração sexual faz passeata em Apucarana

Da Redação ·
Várias pessoas marcharam pela Avenida Curitiba
fonte: Delair Garcia
Várias pessoas marcharam pela Avenida Curitiba

A Igreja Adventista do Sétimo Dia, com apoio da Secretaria da Mulher e Assuntos da Família e Conselho Municipal dos Direitos da Mulher, promoveu na manhã de hoje (23), uma passeata contra a exploração sexual, em Apucarana. Várias pessoas marcharam pela Avenida Curitiba, no centro da cidade, até a Praça Manoel Robas, pedindo a quebra do silêncio contra a violência, em incentivo à denúncia.

O pastor da igreja, Sávio Lúcio dos Santos, coordenou o movimento em Apucarana, que também ocorre simultaneamente em toda a América do Sul. “Entendo que é uma prestação de serviços para incentivar a denúncia e inibir a exploração sexual”, reforçou Santos acrescentando que a campanha também repugna a violência de modo geral, praticada contra qualquer pessoa, seja criança, adolescente, adulto ou idoso.

Neste ano, devido ao elevado índice de crimes contra o sexo feminino, a campanha destaca, sobretudo, a violência praticada contra a mulher. A secretária da Mulher e Assuntos da Família, Denise Canesin, revelou durante a passeata que, em média, 80 mulheres procuram acompanhamento do Centro de Atendimento à Mulher (CAM), vítimas de algum tipo de violência.

“A integridade física, moral e emocional são elementos indispensáveis para a dignidade do ser humano”, sublinhou a secretária. 

continua após publicidade

Fotos-Delair Garcia