Apucarana

Samu regional adota novo sistema de comunicação

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Samu regional adota novo sistema de comunicação
fonte: Foto: Sérgio Rodrigo
Samu regional adota novo sistema de comunicação

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) do Paraná está mudando seu sistema de radiocomunicação, que passará do analógico para o digital. Isso trará uma melhora na qualidade da troca de informações entre as centrais e as equipes que fazem o atendimento da população. A substituição do sistema já aconteceu em Curitiba e Apucarana é a segunda regional a ser modernizada. 

continua após publicidade

Através de 80 antenas repetidoras, o novo sistema vai garantir a cobertura do sinal digital em todo o território paranaense. O serviço de radiocomunicação digital já foi instalado em Curitiba e Região Metropolitana, Foz do Iguaçu e Litoral. Apucarana e Maringá são as próximas cidades a implantar essa conversão.

O coordenador de enfermagem do Samu de Apucarana Miquéias Romagnolo afirma que a instalação do novo sistema no município começa na próxima terça e explica suas vantagens. “Haverá uma melhora no atendimento do Samu, com 100% de nitidez nas ligações e sem interferência, além da maior cobertura do serviço e rastreamento das viaturas”.

continua após publicidade

Os novos equipamentos estão sendo instalados nas 183 ambulâncias e 12 centrais de regulação do Samu que cobrem o Estado. Somente na região, funcionam dez viaturas, sendo que três delas atendem Apucarana. Em média, são realizados por mês 700 atendimentos somente no município.

Com os novos aparelhos operando com GPS integrado, o trabalho de localização das ambulâncias será melhorado. Além disso, as centrais de monitoramento acompanharão o trajeto das ambulâncias em tempo real, orientando as melhores rotas e calculando o tempo de chegada até o local do atendimento. Outra vantagem é que a transmissão digital só será recebida por aparelhos configurados, tornando a comunicação do Samu mais segura.

O Samu do Paraná atua em 289 municípios, o que significa que quase 80% da população do Estado usa o serviço. Em casos de urgência, como infarto, AVC, hipertensão, ou cortes e fraturas, a população pode solicitar o atendimento do Samu pelo 192.