Apucarana

Pai e filho do PCC são presos pela PM após roubo em supermercado

Da Redação ·
Pai e filho juntos no mundo do crime - Fotos: Luiz Demétrio
fonte:
Pai e filho juntos no mundo do crime - Fotos: Luiz Demétrio

Uma investigação do Serviço de Inteligência (P2) do 10º Batalhão da Polícia Militar (PM), realizada após o roubo do Supermercado Alvorada, à Rua Talita Bresolin, ocorrido na segunda-feira desta semana, resultou na prisão de pai e filho por envolvimento no crime. A prisão ocorreu durante a manhã desta sexta-feira (11), em residência do Loteamento Sanches dos Santos, na zona norte da cidade.

continua após publicidade

Equipes da PM fizeram buscas na residência dos suspeitos e localizaram quatro celulares que pertenciam a funcionários do mercado e que foram roubados no dia crime. Segundo informações da PM, Reginaldo Ramos da Silva, de 41 anos, e seu filho Jonas Cestaria Ramos da Silva, 22, vieram de São Paulo para Apucarana há dois meses e já têm extensa ficha criminal. Eles seriam integrantes da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC). Reginaldo já cumpriu pena por tráfico de drogas em Apucarana e Jonas já ficou preso em São Paulo após assalto e era considerado foragido. Com Jonatas ainda foram localizadas munições e uma balança de precisão usada para a pesagem de drogas. Pai e filho são considerados de alta periculosidade pela polícia. 

Pai e filho juntos no mundo do crime - Fotos: Luiz Demétrio

continua após publicidade

O ROUBO - Na manhã da última segunda-feira (7), o escritório do Supermercado Alvorada, situada na Rua Talita Bresolin, no bairro da Igrejinha (zona sul de Apucarana) foi assaltado por dois bandidos.

Os criminosos tocaram o interfone e afirmaram que iriam até o departamento de recursos humanos se apresentar para fazer ficha de emprego. Assim que entraram no local, os dois, que estavam armados, renderam os funcionários do local e roubaram dinheiro e telefones celulares de funcionários. Um malote com grande quantidade de dinheiro (não divulgada) foi levado durante o assalto.