Apucarana

Mais de 32 mil empresas devem atualizar dados para preservar direito ao nome

Da Redação ·
Mais de 32 mil empresas devem atualizar dados para preservar direito ao nome (Agência Estadual de Notícias)
fonte:
Mais de 32 mil empresas devem atualizar dados para preservar direito ao nome (Agência Estadual de Notícias)

As empresas que ficam sem atualizar os dados do registro na Junta Comercial durante mais de 10 anos podem ser consideradas inativas e perder o nome empresarial. Segundo levantamento realizado pela Junta Comercial do Paraná (Jucepar) mais de 32 mil empresas estão nesta situação em todo o Estado. 

De acordo o presidente da Jucepar, Ardisson Akel, a lei 8.934/94 determina que as empresas que no prazo de 10 anos não registrarem alterações contratuais serão presumidas como inativas. Caso essas informações tenham permanecido as mesmas nos últimos 10 anos, é necessário protocolar na Junta Comercial uma Declaração de Atividade. Se esta Declaração não for apresentada até o dia 30 de julho, a empresa será automaticamente considerada inativa. 



“Manter uma empresa ativa pode proporcionar inúmeros benefícios ao empresário, como a proteção do nome empresarial, que deixa de existir no caso de empresas inativas”, explica Akel. “A movimentação dos dados faz com que o registro continue ativo na entidade, impedindo que um novo negócio seja aberto com o mesmo nome”, diz ele. As informações a serem atualizadas são as mesmas informadas por ocasião da abertura da empresa.

CAMPANHA - Para evitar transtornos aos empreendedores e contabilistas, a Jucepar lançou uma campanha que visa alertar os profissionais sobre a importância da atualização do registro empresarial. “Disponibilizamos o modelo da comunicação de funcionamento no site da Jucepar. Isso faz com que o empresário se desloque ao órgão uma única vez, podendo baixar o arquivo em casa ou escritório, preencher, e consequentemente registrar na Junta”, indica Akel. 

Na campanha deste ano, um edital foi publicado no dia 14 abril, prevendo o prazo até o dia 30 de julho para a realização das alterações. “É fundamental que o empresário faça as modificações o mais rápido possível para evitar transtornos de última hora”, ressalta. 

Atualmente, o Paraná conta com 1.051.226 empresas em plena atividade, sendo 38% delas em Curitiba. Londrina vem em segundo lugar no ranking das cidades com o maior número de empresas ativas, com 4,7%. Os municípios de Maringá, 4,1%, Cascavel, 2,6%, e Ponta Grossa, 2,5%, completam a lista dos cinco municípios com o maior número de empreendimentos ativos.

continua após publicidade