Apucarana

Coordenação do Proerd ganha salas exclusivas

Da Redação ·
Apucarana: Coordenação do Proerd ganha salas exclusivas (Foto: Divulgação)
fonte:
Apucarana: Coordenação do Proerd ganha salas exclusivas (Foto: Divulgação)

O prefeito de Apucarana, Beto Preto, fez nesta sexta-feira (06/06) a entrega de duas salas que serão utilizadas pela coordenação do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd). O espaço fica na Rua Érico Veríssimo, no mesmo prédio (antigo Hospital Menino Deus) onde atualmente está sediado o Conselho Tutelar. Funcionando em Apucarana desde 2001, o Proerd já formou mais de 30 mil alunos e está presente em todas as escolas da rede municipal, além de seis instituições de ensino particulares.

O ato contou ainda com a presença do major Hemerson Saqueta, comandante do Corpo de Bombeiros, capitão Israel Aparecido de Carvalho, representante do comando do 10º Batalhão de Polícia Militar (BPM), tenente Dejair Budkevitz, subcomandante da 4ª Companhia do Batalhão de Patrulha Escolar Comunitária, do vereador José Airton Deco de Araújo, presidente do Legislativo, do vereador José Eduardo Antoniassi e dos atuais instrutores do Proerd (cabo Elias do Nascimento e soldado Ana Regina Sebrian). O evento registrou ainda a presença de secretários municipais e de representantes da Autarquia Municipal de Educação (AME), do Núcleo Regional de Educação (NRE) e de conselhos municipais, além do mascote do programa.

O prefeito Beto Preto afirmou que hoje o acesso às drogas, especialmente ao crack, está muito facilitado. “Mudou o perfil. Antes era tudo mais distante e escondido, além ter se transformado em negócio. Há usuários na faixa etária dos 12, 14 e 16 anos, assim como mães de família. Para resistir a tudo isso, é fundamental um programa como o Proerd”, salienta. 

O prefeito destaca que o Município incluiu no Plano Plurianual recursos para o Proerd, medida que vai vigorar de 2014 a 2017. São cerca de R$ 60 mil, destinados para custear despesas com a preparação de formaturas e a confecção de manuais e camisetas. “Tudo isso é ainda muito pouco, mas estamos abrindo essa porta e tenho certeza que as pessoas envolvidas vão multiplicar tudo isso, aumentando a proteção dos estudantes”, frisa.

A secretária municipal de Assistência Social, Márcia Regina de Sousa, afirma que há cerca de dois meses foi procurada pelos instrutores do programa e surgiu a possibilidade de viabilizar um espaço mais adequado. “Eles compartilhavam uma sala com a patrulha escolar no prédio da antiga delegacia e aqui terão espaços exclusivos, mobiliados e com acesso à internet”, observa a secretária.

Segundo do tenente Dejair Budkevitz, comandante da companhia de patrulha escolar sediada em Londrina, o Proerd funciona através de convênios entre as prefeituras e a Polícia Militar do Paraná. A organização militar disponibiliza e capacita os policiais, enquanto os municípios respondem por custos com o espaço e materiais. “O Proerd aproxima a polícia dos estudantes. A meta é que nosso trabalho chegue antes que haja o contato com as drogas e a violência”, sintetiza.

O presidente da Câmara de Vereadores de Apucarana também destacou o foco na prevenção, citando que seus filhos passaram pelo programa. “Eu, quando criança, tinha medo da polícia. Hoje, a mentalidade é outra. Os estudantes enxergam os policiais como companheiros”, reforça.

Já o vereador Antoniassi relatou, emocionado, o início dos trabalhos em 2001 e as dificuldades encontradas para implantar o programa. “Foi uma luta muita grande. Fiquei por muito tempo com meus equipamentos no corredor do batalhão até conseguir uma sala”, relembrou, destacando ainda o posterior comprometimento de instrutores e instituições. A nova formatura do Proerd, envolvendo cerca de 1.300 alunos dos quintos anos da rede municipal, está prevista para o final de novembro. 

continua após publicidade