Apucarana

Alunos de escola municipal aprendem produzir sabão com óleo de fritura

Da Redação ·
Estudantes do 5º ano da Escola Municipal Augusto Weyand, localizada no Jardim Tibagi, aprenderam sobre o processo de produção de sabão com óleo de cozinha usado (Divulgação)
fonte:
Estudantes do 5º ano da Escola Municipal Augusto Weyand, localizada no Jardim Tibagi, aprenderam sobre o processo de produção de sabão com óleo de cozinha usado (Divulgação)

Sob a coordenação da professora Rosely Pereira Haskel, estudantes do 5º ano da Escola Municipal Augusto Weyand, localizada no Jardim Tibagi, aprenderam sobre o processo de produção de sabão com óleo de cozinha usado. A atividade dentro da Semana do Meio Ambiente é um projeto já previsto dentro da proposta político pedagógica da instituição. “Esse trabalho serviu para complementar vários conteúdos trabalhados em sala de aula, pois a professora trabalhou a receita onde envolveu medidas de massa, tempo, capacidade”, destaca a diretora da escola, professora Telma Mara da Silva.

Segundo ela, os alunos realizaram a observação de como se faz o sabão. “O trabalho foi feito com ajuda de pessoas adultas envolvendo a comunidade escolar, pois os materiais utilizados não devem ser manipulados por crianças”, alerta.

De acordo com professora Eliane Felício de Souza Tonin, da equipe pedagógica da Autarquia Municipal de Educação (AME), a atividade envolveu o ensino prático das várias formas de frações e números decimais, além do sistema monetário. “Ainda foram trabalhados artes, produção de texto e movimentos da Terra de Rotação, já que o sabão demora vinte e quatro horas para ser cortado”, explica Eliane.

Mas o objetivo principal do projeto, segundo a coordenadora professora Rosely, foi a preservação ambiental. “Os alunos entenderam que o óleo de fritura, que é usado na cozinha não pode ser descartado no ambiente, pois prejudica muito a natureza, destruindo muitas fontes naturais de nossas águas”, disse a educadora.

continua após publicidade