Apucarana

APL de Apucarana inicia elaboração de plano de desenvolvimento

Da Redação ·
O prefeito de Apucarana, Beto Preto, destaca a conquista, salientando que as ações do APL contam com o apoio da Prefeitura.
fonte: Foto: Prefeitura de Apucarana
O prefeito de Apucarana, Beto Preto, destaca a conquista, salientando que as ações do APL contam com o apoio da Prefeitura.

O Arranjo Produtivo Local (APL Bonés) foi selecionado pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) para participar de um programa que visa aumentar a competitividade de arranjos brasileiros, a partir da implantação de planos de desenvolvimento.

O trabalho começa nesta quarta-feira (04/06) com a realização de uma videoconferência e que contará com a participação dos 27 APLs selecionados. Na sequência, terão início as reuniões presenciais nas respectivas cidades, que serão conduzidas por  consultores da Fundação Carlos  Alberto Vanzolini, contratada pelo MDIC para orientar a elaboração dos planos.

continua após publicidade

O prefeito de Apucarana, Beto Preto, destaca a conquista, salientando que as ações do APL contam com o apoio da Prefeitura.  “Semanalmente, a Prefeitura participa das reuniões da governança do APL, através da Secretaria Municipal de Indústria e Comércio. Além disso, incluímos no orçamento deste ano recursos para serem utilizados no desenvolvimento de diversas ações, visando o fortalecimento do setor e a geração de emprego e renda”, ressalta Beto Preto.

O projeto do APL de Apucarana - aprovado em seleção pública para arranjos de economia criativa, realizada em 2013 - foi elaborado conjuntamente pelo professor Anderson de Freitas Vietro, do Câmpus Apucarana da Universidade Tecnológica Federal (UTFPR), e por Marisa Zanini, assessora técnica da Secretaria Municipal de Indústria e Comércio. Os dois representam as respectivas instituições na governança do APL, composta por 35 membros indicados por empresas e entidades.

continua após publicidade

Conforme Marisa Zanini, a videoconferência desta quarta-feira será disponibilizada na sede do escritório local do Sebrae, localizado na Rua Osvaldo Cruz (Edifício Palácio do Comércio). “Todas as entidades e empresas ligadas ao APL  estão sendo convidados para assistir à videoconferência, que vai, além de apresentar os consultores que vão conduzir os trabalhos, mostrar detalhes do projeto, tirar dúvidas e contextualizar os APLs no Brasil”, explica Zanini.  Já as reuniões presenciais estão agendadas para os dias 11, 12 e 13 de junho, na sede do Sindicato das Indústrias do Vestuário de Apucarana e Vale do Ivaí (Sivale), também localizado no Edifício Palácio do Comércio.

Zanini ressalta que o plano de desenvolvimento do APL de Apucarana beneficiará diretamente 638 indústrias do setor têxtil, responsáveis por 66,2% dos empregos industriais e 25% dos empregos formais do município polo. “Contemplará ainda fabricantes locais de equipamentos, prestadores de serviços e instituições de ensino, além de um rol de entidades que promovem o setor”, cita.

CONTEÚDOS -  De acordo com Anderson Vietro, que é técnico em empreendedorismo e inovação da UTFPR, o prazo para a elaboração do plano de desenvolvimento é de três meses. “O plano deverá conter a contextualização e caracterização do arranjo, desafios e oportunidades, resultados esperados, ações previstas e a descrição de instrumentos para acompanhamento e avaliação, entre outros itens”, explica, informando que as informações do plano serão posteriormente inseridas no Observatório Brasileiro de APL.

Vietro afirma ainda que o APL de Apucarana, criado em 2004, busca também alcançar outros objetivos com a elaboração do plano, como o estímulo à criação de marcas próprias, abertura de novos empreendimentos focados em moda, melhora da empregabilidade no setor e a formação de jovens criativos.