Apucarana

Droga que seria distribuída em Cambé é apreendida na BR 369

Da Redação ·
Denarc realizarou a apreensão de 20 quilos de crack, três quilos de cocaína e uma pistola calibre nove milímetros
fonte:
Denarc realizarou a apreensão de 20 quilos de crack, três quilos de cocaína e uma pistola calibre nove milímetros

Policiais Civis da Divisão Estadual de Narcóticos do núcleo de Londrina realizaram a apreensão de 20 quilos de crack, três quilos de cocaína e uma pistola calibre nove milímetros durante a madrugada de terça para quarta feira na praça de pedágio do município de Floresta, próximo a Maringá.

Os policiais realizavam um bloqueio na rodovia BR 369, em uma operação de rotina, quando um veículo gol, placas de Jaguapitã, não respeitou a ordem de parada. Enquanto duas equipes da Denarc passaram a fazer o acompanhamento tático, uma terceira equipe manteve o bloqueio e realizou a abordagem de um veículo Punto, placas de Joinville, Santa Catarina, que vinha logo atrás.

Ao realizarem a abordagem do veículo com placas de Santa Catarina os policiais desconfiaram do nervosismo demonstrado pelo casal, como também do forte odor de combustível no interior do automóvel, e decidiram manter o carro parado no bloqueio policial para uma busca mais minuciosa.

Além disso, nos celulares dos ocupantes do veículo gol que foi abordado poucos quilômetros a frente, os policiais encontraram diversas mensagens de texto onde era informado a movimentação policial na rodovia.

Para a surpresa dos policias o destinatório destas mensagens de texto era o motorista do Punto. Com todos esses indícios os suspeitos foram conduzidos até a base da Denarc em Maringá e durante as buscam foram encontrados no interior do tanque de combustível do Punto 20 quilogramas de crack, três quilos de cocaína e uma pistola.

No interior do gol estavam Rafael Martins dos Santos, Alisson Fernandes Camargo e Edina Maria de Campos. No Punto Robson de Almeida Stallebaum e Josiane dos Santos.

Segundo apurado pelos policiais parte da droga ficaria em Maringá e o restante seria transportado até Cambé, município onde Rafael Martins reside.

Com exceção de Edina, todos os outros foram autuados em flagrante por tráfico de drogas. Alisson Fernandes já possui antecedentes criminais por tráfico de drogas e é suspeito de ter participado de um crime de latrocínio que vitimou um Sargento aposentado da Policia Militar no ano de 2010 no município de Cambé.

O montante de droga apreendida, quando fracionada e vendida aos usuários teria um valor aproximado de 1 milhão de reais.

continua após publicidade