Apucarana

Governo Federal garante “Mais Educação” a escolas municipais de Apucarana

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Governo Federal garante “Mais Educação” a escolas municipais de Apucarana
fonte: Foto: Profeta
Governo Federal garante “Mais Educação” a escolas municipais de Apucarana

O Programa Mais Educação é uma estratégia do Governo Federal para indução da construção de uma agenda e organização curricular da educação integral nas escolas públicas que existe desde 2008, mas está chegando à rede municipal de Apucarana somente neste ano graças ao empenho da atual administração, por intermédio da Autarquia Municipal de Educação (AME). As gestões anteriores não tiveram interesse em habilitar a cidade para receber o programa, que auxilia as escolas não só no aspecto pedagógico, através de oficinas junto aos alunos, mas também na aquisição de equipamentos, materiais didáticos e de consumo.

A informação foi revelada nesta terça-feira (06/05) pelo prefeito Beto Preto (PT) ao anunciar que a partir de agora todas as 35 escolas municipais de Apucarana, com turmas de 1º ao 5º ano do ensino fundamental, vão contar com o desenvolvimento do Programa Mais Educação. “Os esforços de gestão, concentrados desde o início do mandato, culminaram em mais esta grande conquista para a Educação. É assim, com muito trabalho e sem demagogias, que vamos de fato construir um sistema educacional de qualidade e transformador de vidas”, disse Beto. “Rendo minhas homenagens à secretária Marli Regina Fernandes da Silva e ao ex-secretário de Educação, Fernando José de Freitas, além de diretores, coordenadores e professores. Todos têm o mérito por se engajarem nos programas de capacitação que foram ofertados pela prefeitura, em parceria com o polo Apucarana da Universidade Aberta do Brasil (UAB)”, acrescenta o prefeito.

A secretária de Educação, professora Marli Regina Fernandes da Silva, destaca que um dos ganhos diretos do “Mais Educação” junto ao alunado, é a atração de oficinas pedagógicas. “Por ser participante do programa, cada turma escolar agora tem direito a cinco horas/aula de oficina. O conteúdo é ministrado por profissional especializado pago pelo Ministério da Educação”, salienta. De acordo com ela, entre as oficinas aguardadas estão as que trabalham temas ligados à língua portuguesa, matemática, língua estrangeira, entre outras. “Acreditamos que muitas delas já comecem a ser oferecidas ainda neste primeiro semestre”, diz.

O mérito da conquista do “Mais Educação” para todas as escolas da rede também foi creditado pela secretária como uma vitória do trabalho da equipe de gestores e profissionais da educação municipal. “Desde o ano passado realizamos capacitações periódicas dentro da nossa política de formação continuada, onde cada um recebe orientações sobre o papel que deve desempenhar, a metodologia a ser seguida, as necessidades e metas a serem atingidas. O resultado positivo a cidade toda está podendo ver agora na prática”, explica a secretária.

O que é – Institucionalmente, o Programa “Mais Educação” é operacionalizado pela Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade (SECAD), em parceria com a Secretaria de Educação Básica (SEB), por meio do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE) do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) para as escolas prioritárias.

As atividades fomentadas estão organizadas em macrocampos: Acompanhamento Pedagógico; Meio Ambiente; Esporte e Lazer; Direitos Humanos em Educação; Cultura e Artes; Cultura Digital; Promoção da Saúde; Educomunicação; Investigação no Campo das Ciências da Natureza e Educação Econômica. Para o desenvolvimento de cada atividade, o governo federal repassa recursos para ressarcimento de monitores, aquisição dos kits de materiais, contratação de pequenos serviços e obtenção de materiais de consumo e permanentes.

continua após publicidade