Apucarana

Apucarana: PM prende suspeito de envolvimento na morte de engenheiro

Da Redação ·
Marchi foi morto durante tentativa de roubo ocorrida na noite de 11 de março de 2013 (Foto: Tribuna do Norte/Arquivo)
Marchi foi morto durante tentativa de roubo ocorrida na noite de 11 de março de 2013 (Foto: Tribuna do Norte/Arquivo)

Policiais militares realizavam blitz no cruzamento da Avenida Central do Paraná com a Avenida Itararé, no Jardim Ponta Grossa, na zona norte de Apucarana, por volta das 16 horas desta quarta-feira (19), quando cumpriram mandado de prisão de um suspeito de envolvimento no latrocínio (roubo seguido de morte) do engenheiro Francisco Marchi, ocorrido em 11 de março de 2013.

Elton Fernando da Paixão, de 21 anos, trafegava de motocicleta quando recebeu voz de abordagem. Ele ainda tentou fugir e resistir à prisão, mas foi alcançado, contido e preso.

De acordo com a polícia, Paixão teria participado do crime que vitimou o engenheiro junto com um adolescente que acabou apreendido pela polícia de Apucarana em 7 de maio de 2013.

O menor confessou a participação no latrocínio e teria indicado Paixão como co-autor. O detido pela PM nesta quarta-feira e a motocicleta pilotada por ele foram encaminhados à 17ª Subdivisão Policial (SDP) para os procedimentos legais.
 

continua após publicidade
confira também



O latrocínio - Marchi foi morto durante tentativa de roubo ocorrida na noite de 11 de março de 2013, em Apucarana. O crime gerou muita perplexidade em Apucarana e motivou protestos no município, com muita repercussão nas redes sociais.

Marchi acabou assassinado a tiros na frente da família (inclusive de duas filhas ainda crianças), quando dois bandidos invadiram a sua residência, situada na zona sul de Apucarana. Ele foi atingido por dois projéteis de pistola .40 de uso restrito quando estava na sala de sua casa, situada à Rua Geraldo Alves Pereira, no Residencial Cazarin.