Apucarana

Apucarana: Greve dos Correios faz gestante e idosos ficarem quase uma hora na fila

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Apucarana: Greve dos Correios faz gestante e idosos ficarem quase uma hora na fila
fonte:
Apucarana: Greve dos Correios faz gestante e idosos ficarem quase uma hora na fila

A greve parcial dos Correios, que já dura quatro semanas, atrasa o pagamento de contas via boleto e causa grandes filas no centro de distribuição situado na rua Munhoz da Rocha, no centro de Apucarana. 

Muitas pessoas, entre as quais idosos e até uma gestante, esperavam até cerca de uma hora na fila para atendimento. A empresária Raísa Vitorino, que está no sexto mês de gestação, afirmou que já estava há 40 minutos na fila. "Isso é um absurdo. As contas via boleto não chegam pelos Correios e a gente tem que vir aqui e se submeter a essa situação", afirmou. 
 

continua após publicidade
confira também



O pedreiro Paulo da Silva também estava insatisfeito. "Estou perdendo uma manhã de trabalho por causa dessa situação. deveria haver uma outra forma de conseguir aumento salarial", opina.

O vigilante Roque Teles Proença engrossava o coro de reclamações. "Tudo isso está errado e quem sofre é a população", frisa.
Já líderes sindicais da categoria defendem a legalidade da greve.  Os servidores dos Correios entraram em greve por tempo indeterminado em 30 de janeiro no Paraná. 

O protesto dos trabalhadores ocorre por mudanças no plano de saúde. Segundo o Sindicato dos Trabalhadores dos Correios no Paraná; (Sintcom-PR), a empresa planeja a privatização do atendimento aos funcionários com o "Postal Saúde". 

Conforme o sindicato da categoria, se privatizar o plano de saúde, todo o valor que exceder 30% do salário será cobrado via boleto ou outro tipo de cobrança.