Apucarana

MEC suspende 26 cursos superiores no Paraná

Da Redação ·
A lista inclui o curdo de Administração da Faculdade de Apucarana (FAP) (Arquivo)
A lista inclui o curdo de Administração da Faculdade de Apucarana (FAP) (Arquivo)

O Ministério da Educação (MEC) suspendeu os vestibulares de 26 cursos de graduação em 12 municípios do Paraná. A lista inclui o curdo de Administração da Faculdade de Apucarana (FAP). A medida atingiu 270 cursos em todo o país na área de humanas, que foram reincidentes nos resultados insatisfatórios no Conceito Preliminar de Curso (CPC).

Diretora geral da FAP, Rosimeire Darc Cardoso, considera a decisão “precipitada e equivocada”. A professora explica que o curso de Administração recebeu nota 2 da comissão avaliadora em dois exames seguidos. Contudo, a última avaliação solicitada atribuiu conceito 3. “Concordo que o curso precisa de melhorias, mas a nota subiu. Caberia apenas a redução de vagas e não a suspensão”, analisa a diretora, citando como exemplo a medida de saneamento imposta pelo MEC quando o curso de Direito apresentou baixo desempenho.

“O curso teve redução de vagas. Porém, após sanarmos os indicativos de problemas e pulamos de 2 para 4. Por isso, no meu entendimento essa medida foi precipitada”, reitera.
Conforme Rosimeire, a instituição ainda não recebeu a notificação. Porém, o departamento jurídico da faculdade foi acionado logo após a publicação das suspensões. O responsável deve tomar as providências legais para recorrer à decisão. “Tivemos vestibular na semana passada e várias pessoas já fizeram suas matrículas. Isso ocorreu antes da divulgação da portaria. A FAP vai recorrer, pois temos que resguardar o direito dos nossos alunos”, afirma.

O curso da Faculdade de Apucarana está entre os 13 de Administração do Paraná penalizados pelo MEC. O restante abrange as áreas de Ciências Contábeis, Ciências Econômicas, Direito, Jornalismo, Publicidade e Propaganda, Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos e Tecnologia em Telemarketing. Os cursos de Jornalismo e Publicidade suspensos são da Universidade Federal do Paraná (UFPR). Os demais de instituições privadas.

Todos apresentaram reincidência entre as médias 1 e 2. O MEC considera satisfatório o desempenho igual ou acima de 3. A avaliação precisa ser baixa em dois ciclos consecutivos para que haja a suspensão do vestibular, já que, na primeira vez, há apenas notificações e outros trâmites burocráticos.

CONCEITO NO PAÍS
O Conceito Preliminar de Curso reprovou quase 300 cursos em todo o Brasil. No total, 761cursos tiveram resultados insatisfatórios na avaliação, com CPC 1 e 2. No entanto, apenas 270 repetiram a nota na segunda avaliação. O MEC deve determinar as instituições notificadas um protocolo de compromissos indicando melhorias na composição e regime de trabalho docente, infraestrutura e organização pedagógica dos cursos. 

continua após publicidade