Apucarana

Voluntárias se mobilizam para fazer crianças carentes felizes no Natal

Da Redação ·
Elena Fróes, Cristina Ramos Lopes dos Reis, Cidinha Balan, Valdize Alves de Castro e Célia Yoshii estão entre as 12 voluntárias que colaboram com a preparação dos brinquedos para a feira | Foto: Fernando Vieira
fonte:
Elena Fróes, Cristina Ramos Lopes dos Reis, Cidinha Balan, Valdize Alves de Castro e Célia Yoshii estão entre as 12 voluntárias que colaboram com a preparação dos brinquedos para a feira | Foto: Fernando Vieira

O espírito de Natal está no ar, mas antes mesmo das ruas receberem o colorido singular dessa época, um grupo de voluntárias já e movimentava para tornar a data especial para centenas de crianças. Organizado pelo Lions Clube de Apucarana, a 3ª Feira de Brinquedos, terá cerca de 1,5 mil brinquedos, entre novos e seminovos, que serão comercializados por um preço simbólico, variando de R$ 0,10 a R$ 2. A feirinha está marcada para o próximo sábado, dia 7, das 8 às 12 horas, no Centro Educacional Profissionalizante Esperança (Cepes), em Apucarana.

A organizadora e idealizadora da feira, Célia Yoshii, integrante do clube de serviço, conta que entre os objetos vendidos no dia do bazar estão carrinhos, caminhões, bichinhos de pelúcia, motocas, jogos educativos, mochilas, skate, carrinho de boneca, quebra-cabeça. “Os brinquedos serão vendidos a partir de R$ 0,10 até R$ 2. A renda obtida será destinada para a compra de livros, que serão doados para escolas públicas de Apucarana”, explica.

Durante a feira, que existe há 3 anos, Célia conta que as mães, exceto com filhos de colo, não poderão entrar com as crianças para a compra dos brinquedos. O objetivo desse método adotado pelo grupo, segundo a idealizadora, é a conscientização das crianças ao adquirir um objeto comprando com seu próprio dinheiro. “A criança sozinha vai ter que decidir qual brinquedo ficar, pagar e negociar com os voluntários. Isso faz com que ela dê mais valor ao dinheiro e ao produto comprado”, avalia.

Segundo Célia, o projeto de coleta de brinquedos usados nasceu há três anos, quando os objetos eram distribuídos no Conjunto Habitacional Marcos Freire para cerca de 300 crianças. Os produtos doados para a criançada, na opinião da domadora, não passavam por uma seleção e na maioria das vezes não agradava o receptor do presente. “Por isso, optamos por vender os brinquedos, para que as famílias e as crianças possam valorizar o brinquedo comprado”, conclui.

VOLUNTARIADO

Desde julho desde ano, um grupo formado por 12 voluntárias trabalha na arrecadação e conserto dos brinquedos. Juntas, elas reformam, costuram, lavam, colocam pilhas, ou seja, fazem uma restauração completa nos objetos doados. “Todos os brinquedos foram testados e estão prontos para proporcionarem momentos de alegria”, comenta Célia, que frisa que cada produto foi embalado cuidadosamente em papel celofane e finalizado com fitas de cetim.

Uma das voluntárias do projeto do Lions Clube de Apucarana é a professora Viviane Zanon Costa. Ela está desde julho ajudando na coleta e restauração dos brinquedos. A professora, que trabalha em várias escolas da cidade com crianças, diz que se sente sensibilizada em poder ajudar na campanha. “Alunos, familiares e amigos me ajudaram bastante. Chegavam sacolas e mais sacolas de objetos para doar”, recorda.

A equipe organizadora da Feira de Brinquedos também contou com a ajuda de mais duas voluntárias, as professoras aposentadas Elena Elisa Fróes e Valdize Alves de Castro. “Conheço este trabalho desde o começo e neste ano resolvi dar uma mãozinha. É uma ação muito bonita e estou gostando bastante de participar”, garante Valdize.

Elena Fróes, que colabora com o projeto desde o início, também se sente realizada em poder ajudar crianças carentes. “Quando estamos restaurando os objetos, principalmente as bonecas, me sinto muito feliz”, afirma a professora.  

continua após publicidade