Apucarana

ABCR confirma reajuste de 5,72% das tarifas de pedágio

Da Redação ·
ABCR confirma reajuste de 5,72% das tarifas de pedágio  - Foto: Tribuna do Norte
fonte:
ABCR confirma reajuste de 5,72% das tarifas de pedágio - Foto: Tribuna do Norte

As tarifas de pedágiono Anel de Integração do Paraná terão reajuste médio de 5,72%, a vigorar a partir de 1.º de dezembro (domingo). A decisão foi confirmada hoje (29) pela direção da Associação Brasileira das Concessionárias de Rodovias (ABCR/PR), obedece às regras do contrato e é aplicada como em outros serviços públicos.O índice de resjuste foi definido pela Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Infraestrutura do Paraná (Agepar), publicado no Diário Oficial do Estado nesta quinta-feira (28). Calculado de acordo com índices fornecidos pela Fundação Getúlio Vargas, o reajuste apenas repõe as perdas provocadas pela inflação dos últimos 12 meses. A explicação é do diretor-regional da ABCR/PR, João Chiminazzo Neto. 

continua após publicidade


Segundo ele, a atualização anual das tarifas, prevista nos contratos firmados com o governo do estado, permite às concessionárias dar continuidade às suas obrigações, dentre as quais, ressaltou, duplicações e contornos na extensão de aproximadamente 600 quilômetros, além da conservação, modernização e realização de obras complementares ao longo dos 2.500 quilômetros do Anel de Integração nos próximos oito anos.

Negociações - Para o diretor da ABCR/PR, o reajuste deste ano não interfere nas negociações que governo e concessionárias estão desenvolvendo e que visam à antecipação de obras e à redução das tarifas. A possibilidade de novos acordos, informou Chiminazzo, entra agora em fase mais acelerada em vista da conclusão de dois estudos técnicos contratados pelo DER e pela Agepar junto a organismos independentes e que começam a ser debatidos também por entidades da iniciativa privada do Paraná.

Chiminazzo lembrou que as tarifas de pedágio no Paraná não foram fixadas pelas concessionárias, mas pelo governo estadual quando da licitação ocorrida em 1997. “O modelo adotado pelo estado não foi o de menor preço, mas pelo maior trecho ofertado de rodovias estaduais sem cobrança de pedágio”, ressaltou.

Nas praças de pedágio da Viapar, em Arapongas (BR-369) e Mandaguari (BR-376), os preços das tarifas vão variar de R$ 3,30 (motonetas), R$ 6,50 (veículos simples) a R$ 38,50 (categoria 10, triminhões).

continua após publicidade

Já na praça de pedágio da Rodonorte na BR-376, em Ortigueira, os preços da tarifa de pedágio vão oscilar de R$ 4,50 (motos), R$ 9 (carros simples) até R$ 44 (caminhão com reboque, caminhão trator com semi reboque).

Leia mais na edição de sábado da Tribuna do Norte - Diário do Paraná

continua após publicidade