Apucarana

Co-autor de latrocínio que vitimou o professor Robertinho é preso novamente por assassinato

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Co-autor de latrocínio que vitimou o professor Robertinho é preso novamente por assassinato
fonte:
Co-autor de latrocínio que vitimou o professor Robertinho é preso novamente por assassinato

O delegado-chefe da 17ª Subdivisão Policial (SDP) de Apucarana, José Aparecido Jacovós, apresentou à imprensa nesta quarta-feira (20) à tarde um acusado de homicídio ocorrido no primeiro bismestre deste ano no município. Ele foi preso no Litotal do Paraná por agentes comandados pelo superintendente da 17ª SDP, Roberto Francisco dos Santos. Quando era menor, ele participou do latrocínio que vitimou o professor Roberto de Oliveira Santos, chefe do Núcleo Regional de Educação de Apucarana na época (junho de 2007). 

Agora Everton Rafael Ribeiro, o Costelinha, de 22 anos, é apontado pela polícia como autor do homicídio que vitimou Anderson Gomes dos Santos, ocorrido em 14 de janeiro deste ano. Anderson foi executado com tiros no tórax e na cabeça. Na época do assassinato, Costelinha era investigado pela prática do crime de tráfico de drogas. Ele  havia fugido com uma menor para Pontal do Paraná e disse que estava trabalhando em uma empresa do setor de construção civil quando foi preso por policiais da 17ª SDP. Ele nega a autoria do crime, mas o delegado Javocós frisa que o inquérito relativo ao caso, sob a responsabilidade da escrivã Lígia, contém "provas robustas" contra Costelinha. 

Latrocínio/Robertinho - Ainda quando era menor, Costelinha participou do latrocínio (roubo seguido de morte) que vitimou o professor Roberto de Oliveira Santos Ele estava junto com outros dois rapazes. Na época do crime - 10 de junho de 2007 - Costelinha ainda era um adolescente.

Professor Robertinho, como era conhecido o chefe do Núcleo Regional de Educação (NRE) de Apucarana - foi morto com 10 facadas, em um crime que chocou a cidade. Santos tinha 57 anos e seu corpo foi encontrado pela irmã dele na sede do NRE.

Foram roubados o carro do professor, um Audi A-3, e uma pasta com documentos que ele costumava levar ao Núcleo, para trabalhos extraordinários nos fins de semana. O veículo foi localizado pela polícia em uma estrada rural no município de Arapongas.

continua após publicidade

Santos foi secretário municipal de Educação e lecionou durante muitos anos no Colégio Nilo Cairo, onde foi diretor e era pessoa muita querida na cidade. 


50 dias sem homicídio
Durante a apresentação de Costelinha à imprensa, o delegado-chefe da 17ª SDP, José Aparecido Jacovós, creditou às ações intensivas para cumprimento de mandados judiciais com um dos fatores que contribuíram para que, nos últimos 50 dias, nenhum homicídio ocorresse em Apucarana. Neste ano, 19 assassinatos já foram registrados no município.

continua após publicidade


Leia mais na edição de quinta-feira (21) da Tribuna do Norte - Diário do Paraná