Apucarana

Cerca de 55% dos carteiros de Apucarana aderem a greve

Da Redação ·
Carteiros cruzaram os braços nesta quarta-feira (18) em Apucarana (Crédito da foto - Delair Garcia, da Tribuna do Norte
fonte:
Carteiros cruzaram os braços nesta quarta-feira (18) em Apucarana (Crédito da foto - Delair Garcia, da Tribuna do Norte

O Sindicato dos Trabalhadores em Correios, Telégrafos e Similares decidiu em assembleia, que terminou na madrugada de quarta-feira (18), deflagrar greve. Os carteiros de Apucarana aderiram hoje ao movimento da categoria. Desde a manhã de hoje 55% dos funcionários da distribuição de correspondências no município paralisaram as atividades como forma de reivindicar melhorias salariais.
 

continua após publicidade
confira também


 

Dentre as reivindicações, estão o reajuste salarial de 15% e reposição de perdas com a inflação, aumento da segurança nas agências e permanência da gestão atual do plano de saúde. 

Os trabalhadores não aceitaram a proposta da empresa de 8% de reajuste salarial. De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores nos Correios do Paraná (Sintcom-PR), entre as reivindicações estão 15% de reajuste salarial, o fim do Postal Saúde e a melhoria do Correios Saúde, além de mais contratações e melhores condições de trabalho.


Leia mais na edição de quinta-feira (19) da Tribuna do Norte - Diário do Paraná