Apucarana

Operários encontram voçoroca subterrânea em escola

Da Redação ·
O prefeito Beto Preto esteve no local e confirmou a gravidade da situação -  Fotos: André Veronez
fonte:
O prefeito Beto Preto esteve no local e confirmou a gravidade da situação - Fotos: André Veronez

Um engenheiro e operários da Autarquia Municipal de Educação (AME) que trabalhavam ontem na Escola Municipal Gabriel de Lara – vizinha do Santuário São José - levaram um grande susto quando limpavam uma área de pátio. Eles depararam com uma enorme voçoroca subterrânea que estava em vias de ruir.  

Trata-se de uma situação de alto risco para as crianças, considerando que neste local estamos preparando a implantação de uma mini quadra de esportes coberta”, afirmou o engenheiro Alan Alves. No buraco de quase cinco metros de profundidade, o engenheiro observou que ele já estava com mais de dois metros de largura em alguns pontos, a partir do rompimento de uma cinta de tijolos.

O prefeito Beto Preto esteve no local e confirmou a gravidade da situação. “Ainda bem que detectamos a tempo essa situação de alto risco para as nossas crianças e agora vamos adotar todas as providências de segurança necessárias, incluindo o aterramento e a compactação do local”, comentou Beto Preto.

Ele relatou que em várias escolas municipais estão sendo eliminadas situações de risco, com fossas sépticas desativadas. “Faltava mais zelo com toda essa estrutura utilizada diariamente por milhares de crianças apucaranenses”, criticou o prefeito.  

A diretora da Escola Municipal Gabriel de Lara, Viviane Rosa Marçal, lembrou que a rede de esgoto foi ligada em 2009 e que, naquela  época, a fossa foi desativada. “Mas nós não sabíamos que havia sido feito um quebra-galho no local”, revelou ela, acrescentando que, felizmente, este espaço não estava sendo utilizado pelos alunos.        

continua após publicidade