Apucarana

Iddeplan restringe estacionamento na Rua Clotário Portugal

Da Redação ·
Iddeplan restringe estacionamento na Rua Clotário Portugal - Crédito da foto: Tribuna do Norte
fonte:
Iddeplan restringe estacionamento na Rua Clotário Portugal - Crédito da foto: Tribuna do Norte

O Instituto de Desenvolvimento, Pesquisa e Planejamento de Apucarana (Idepplan) e a Superintendência de Trânsito devem concluir hoje alterações no sistema de tráfego na Rua Clotário Portugal. A partir de agora, a via, que é a principal opção de interligação entre as regiões oeste e leste da cidade, passa a dispor de duas pistas de rolamento.

O superintendente de trânsito, Silnei Bolonhese, informa que o estacionamento de veículos será permitido apenas do lado direito, no trecho que vai da Rua Guarapuava até a Rua Galdino Gluck Júnior. Vale ressaltar que na quadra da Clotário Portugal, paralela ao Clube 28 de Janeiro, o estacionamento será vetado nos dois lados, devido ao estreitamento da via pelo calçadão.

O vice-prefeito e diretor-presidente do Idepplan, Junior da Femac, lembrou ontem que na 5ª Conferência das Cidades (fase municipal), realizada recentemente na Fecea, houve um amplo debate sobre os principais problemas de Apucarana. Segundo ele, representantes de todos os segmentos da sociedade avaliaram diversas propostas e decidiram em votação os rumos a serem tomados.

“O nosso sistema viário foi uma das questões mais debatidas e a maioria dos cidadãos concluíram que são necessárias interferências para melhorar a fluidez de tráfego em algumas das principais vias da cidade”, comentou Junior da Femac.

O prefeito Beto Preto acompanhou ontem o início das mudanças e destacou que a Rua Desembargador Clotário Portugal é um dos pontos considerados de maior importância para o escoamento do tráfego na rota oeste-leste dentro do perímetro urbano. “Há décadas essa via dispunha de uma única faixa de trânsito, com espaço para estacionamento de veículos dos dois lados”, lembrou ele, emendando que isso gerava tráfego lento, longas filas, e dificuldade para travessia da Clotário Portugal por pedestres, ciclistas e veículos. “Em horários de pico o congestionamento era ainda pior”, frisou.

Depois de um estudo de fluxo na via, e seguindo o exemplo do que já fizeram cidades do mesmo ou de maior porte, os órgãos técnicos da prefeitura decidiram introduzir as mudanças. “Isso era inadiável, em função de que a frota de veículos nas ruas se multiplicou nos últimos anos e as dimensões da rua continuam as mesmas”, argumenta Silnei Bolonhese.

O superintendente de trânsito explica que do lado esquerdo da rua foi pintada uma faixa amarela contínua, proibindo o estacionamento. “A faixa central será destinada aos veículos pesados e a da esquerda aos veículos leves. A partir de agora o tráfego terá mais fluidez, como na Rua Munhoz da Rocha”, comentou Bolonhese.

Antes de introduzir as mudanças a prefeitura convocou moradores, comerciantes e prestadores de serviço estabelecidos na via para uma reunião. 

continua após publicidade