Apucarana

Sargento baleado em confronto com bandidos morre em Apucarana

Da Redação ·
O sargento Anderson Joani deixa viúva e um filho menor
fonte:
O sargento Anderson Joani deixa viúva e um filho menor

O sargento Anderson Joani, de 35 anos, ferido a tiro durante confronto com criminosos após roubo a banco em Mauá da Serra, faleceu na tarde desta quarta-feira (28), quando era submetido a cirurgia no Hospital da Providência, em Apucarana. Ele havia ingressado na PMPR em 1996 e deixa viúva e um filho menor.

continua após publicidade

Uma ambulância avançada de socorristas do Sistema de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) trouxe Joani, atingido por projétil de arma de fogo no abdômen, e o cabo Fraga, baleado na perna durante troca de tiros com assaltantes no município de Mauá da Serra. A princípio eles seriam trazidos de helicóptero.

A Praça Rui Barbosa chegou até a ser evacuada para pouso da aeronave, mas o plano inicial foi alterado. O sargento Joani foi atingido pelo tiro pouco abaixo do colete de proteção e o projétil lhe transfixiou o corpo. Ele morreu em decorrência do ferimento.

continua após publicidade

O confronto ocorreu após roubo em agência do Sicredi. Dois bandidos foram mortos, um preso e outro conseguiu fugir. Este estaria com um veículo VW Gol e também pode ter sido baleado. Todos seriam criminosos oriundos de Curitiba. 


Leia mais na edição de quinta-feira (29) da Tribuna do Norte