Apucarana

Bandidos são mortos pela PM após assalto a banco em Mauá da Serra

Da Redação ·

Dois bandidos foram mortos em troca de tiros com policiais militares agora há pouco em Mauá da Serra. Os criminosos estavam sendo perseguidos após assalto ao Sicredi situado na centro da cidade. Um policial militar foi ferido com tiro na cabeça e outro ferido na perna. O sargento Joani, atingido por tiro no abdômen, foi entubado e é atendido dentro de uma ambulância de socorristas. Já o cabo Fraga, ferido com tiro na perna, é medicado em Mauá da Serra e também deverá ser trazido para o Hospital da Providência.

continua após publicidade

Um terceiro bandido foi preso. Bruno Batista Bolevardi, de 26 anos, é de Curitiba. Ele disse  à polícia que foi contratado para dirigir o carro usado no roubo. Um quarto criminoso conseguiu fugir em um veículo VW Gol ou Renault Clio de cor vermelha (testemunhas não souberam afirmar com precisão). Com os criminosos a polícia apreendeu duas pistolas - uma calibre 380 e 762. O confronto entre bandidos e policiais ocorreu em residência na Rua Projetada, no Conjunto Sidrake, após os ladrões pularem muros de diversas casas para tentar fugir. A pessoa presa afirma que estava apenas dirigindo o carro e não sabia de nada sobre o roubo, mas a polícia não acreditou nessa versão. O montante roubado ainda não foi informado pela polícia. Uma equipe da Polícia Civil comandada pelo delegado Gustavo Dante também está no local.

Roubo do carro - O carro usado no crime pelos assaltantes foi tomado de assalto na noite de terça-feira em Apucarana.  Por volta das 20h30, Carlos de Abreu chegava na casa de parentes à Rua Arthur Bernardes, na Vila São José, com o veículo GM Monza placa CBB-0741 (Apucarana), de cor azul, ano 1983/84, quando foi abordado por dois homens armados com pistolas.

Os ladrões obrigaram Abreu e a esposa a descer do carro e em seguida fugiram do local com o veículo e todos os documentos pessoais do proprietário do automóvel, além de CRLV do Monza e um telefone celular. O veículo roubado em Apucarana estava com os bandidos que assaltaram o banco em Mauá.