Apucarana

Apucarana realiza campanha de multivacinação neste sábado

Da Redação ·
Apucarana realiza campanha de multivacinação no sábado (Divugação)
fonte:
Apucarana realiza campanha de multivacinação no sábado (Divugação)

A Autarquia Municipal de Saúde (AMS) de Apucarana desenvolve neste sábado (24/08) o Dia D da Campanha Nacional de Multivacinação, que tem como público-alvo crianças menores de 5 anos. Além de todas as vacinas do calendário básico infantil, em Apucarana serão disponibilizadas ainda doses contra a gripe A (H1N1) para a faixa etária que vai de 5 anos a 6 anos, 11 meses e 29 dias. Os pais devem levar a caderneta de vacinação das crianças e procurar uma das 22 Unidades Básicas de Saúde (UBS)  que possuem sala de vacina, no período das 8 às 17 horas.

De acordo com Lauro Vieira dos Santos, coordenador da Vigilância Epidemiológica, estarão disponíveis doses contra a BCG, hepatite B, penta, inativada poliomielite (VIP), oral poliomielite (VOP), rotavírus, pneumocócica 10 valente, meningocócica C conjugada, febre amarela, tríplice viral (sarampo, rubéola e caxumba) e DTP (difteria, tétano e coqueluche). Santos lembra que o Dia D será no sábado, mas a campanha prossegue até o dia 30.

O secretário municipal de Saúde, Hélio Kissina, conclama mais uma vez os pais para que levem seus filhos aos pontos de vacinação, buscando repetir o sucesso das últimas campanhas desenvolvidas no município. Na campanha contra a poliomielite, realizada no mês de junho, Apucarana atingiu 99% da meta e, na vacinação contra a gripe A (H1N1), 93% do público-alvo foi imunizado.

O prefeito de Apucarana, Beto Preto, informa que conquistou junto ao Ministério da Saúde 1.500 novas doses da vacina para prevenir H1N1 e que serão disponibilizadas junto com a Campanha de Multivacinação. “Graças a essa parceria com o Governo Federal, conseguiremos atender mais uma faixa etária, que vai dos 5 anos até os 6 anos, 11 meses e 29 dias”, destaca, lembrando que na etapa anterior as doses contemplaram crianças com idades entre 3 meses e 2 anos incompletos, idosos acima dos 60 anos e pessoas com doenças crônicas.

continua após publicidade