Apucarana

Quinze pessoas são presas em rinha de galo em Apucarana

Da Redação ·

Quinze pessoas foram detidas pela Polícia MIlitar (PM) domingo à tarde (21/07), em Apucarana, acusadas de participar de uma rinha de galo. O fato foi registrado na Avenida Itararé, no Jardim Ponta Grossa. Os policiais foram até o local após denúncia anônima relatando um "campeonato de brigas de galo".  

continua após publicidade

Na residência, a PM flagrou uma arena instalada e dois galos brigando. Outras 35 aves estavam em gaiolas, esperando a vez para participar da rinha. Os animais e o "rinhadeiro" foram apreendidos. Os responsáveis pelos galos de briga e o organizador do campeonato foram detidos e encaminhados ao cartório da Polícia Militar. 

Entre os detidos, estão seis menores e nove adultos: José Aparecido Pereira, 39 anos; Jaime Cardoso, 20 anos; Orivaldo Rossetti, 45 anos; Erivelton Bralia da Silva, 20 anos; Wesley Welinton Cardoso, 22 anos; Marcio Gomes, 35 anos; Marcos Gomes, 38 anos; Darcy Domingos Martins Vitória, 44 anos; e Cirineu Aparecido Soethe, 31 anos. Este último é o suspeito de ser o organizador da rinha. A Polícia Militar Ambiental acompanhou a operação. 

continua após publicidade

A rinha de galo é proibida no País pela Lei 9.605, conhecida como Lei dos Crimes Ambientais. No seu artigo 32, a legislação aborda a prática de "ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos". A pena é de detenção de três meses a um ano, além de multa.