Apucarana

Prefeitura conquista R$4 milhões para o Lagoão

Da Redação ·
 Em atividade há 36 anos, o local é o principal palco da cena poliesportiva apucaranense
fonte: Edson Denobi
Em atividade há 36 anos, o local é o principal palco da cena poliesportiva apucaranense

O prefeito Beto Preto (PT) e o secretário de Obras e diretor-presidente do Instituto de Desenvolvimento, Pesquisa e Planejamento de Apucarana (Idepplan), vice-prefeito Sebastião Ferreira Martins Júnior (Júnior da Femac), confirmaram nesta semana a viabilização de convênios com o Governo Federal, na ordem de R$4 milhões, que vão garantir já a partir deste segundo semestre, um novo Complexo Esportivo José Antônio Basso (Lagõao).

continua após publicidade

Em atividade há 36 anos, o local é o principal palco da cena poliesportiva apucaranense, mas quase nenhuma conservação recebeu nos últimos anos. Como resultado do pouco zelo da administração municipal, sobretudo na última década, a praça apresenta atualmente uma série de problemas infraestruturais que comprometem não só a prática esportiva e outras atividades comuns ao espaço desenvolvidas pela Secretaria Municipal de Esportes, mas sobretudo a segurança dos servidores municipais, atletas e demais frequentadores. “Por isto no início deste ano solicitamos aos nossos engenheiros e ao Corpo de Bombeiros, uma vistoria técnica que confirmou a precariedade estrutural e vedou a realização de eventos com público até que as melhorias sejam viabilizadas”, lembra o prefeito Beto Preto (PT).

A partir de então, de posse de um relatório minucioso da real situação do local, começou a busca por recursos. “Em menos de seis meses conseguimos viabilizar quatro importantes convênios com o Governo Federal, que vão garantir a total reforma do complexo, bem como a conclusão das obras de cobertura e de aquecimento da piscina”, comemora Beto. De acordo com ele, a reforma da cobertura do complexo – no valor de R$644.581,43 – tem previsão de ser licitada nesta segunda quinzena de agosto, com projeção de que as obras iniciem já na segunda quinzena de outubro. Os recursos vêm do Ministério do Esporte, através de emenda do deputado federal André Vargas (PT), sendo R$575.250,00 pelo convênio e R$69.331,43 da prefeitura. “O projeto, elaborado pela nossa secretaria de Obras e Idepplan, está agora em análise na Caixa Econômica Federal”, informa Beto.

continua após publicidade

Mas a grande conquista da atual administração, detalha o prefeito - que vai garantir um “novo Lagoão” - é o convênio na ordem de R$3 milhões cuja proposta já está cadastrada no sistema de convênios do Governo Federal. Assim como no caso da cobertura do complexo, o projeto é uma parceria entre o setor de obras e o instituto de desenvolvimento municipal e visa a adequação da quadra do ginásio para a medida oficial, obra de acessibilidade, iluminação, construção de muros e jardinagem. A verba, no valor de R$2.760.000,00 virá do Ministério do Esporte, e o restante será contrapartida da prefeitura. “Devido aos trâmites naturais, este projeto só devemos iniciar no ano que vem”, projeta Beto Preto.

continua após publicidade