Apucarana

Assessora de Fernanda Richa vistoria área do Cense

Da Redação ·

O Centro de Socioeducação (Cense) anunciado para Apucarana, pela secretária da Família e Desenvolvimento Social, Fernanda Richa, deve começar a ser construído ainda no segundo semestre deste ano. O prefeito Beto Preto, que ontem estava em Curitiba, informou que o Estado está empenhado em cumprir de forma rápida todos os trâmites necessários para lançar a licitação da obra.

continua após publicidade

Também ontem, ele pediu que a Secretária de Assistência Social, Márcia Regina de Souza, a vereadora Aurita Bertoli e o superintendente da Secretaria de Obras, engenheiro Herivelto Moreno, apresentassem o terreno oferecido para o Cense em Apucarana.

A área foi vistoriada à tarde por Cláudia Foltran, coordenadora de Medidas Sócio-educativas da Secretaria de Estado da Família e Desenvolvimento social. Também acompanharam a vistoria a coordenadora regional da secretaria da Família, Juliana Eliza da Silva, e a presidente do Conselho Municipal de Segurança (Conseg), Ana Maria Shimidt.

continua após publicidade

“A área já está sendo disponibilizada por Apucarana e atende plenamente as exigências, para a implantação do Cense, em relação ao espaço físico e a topografia, além de outros aspectos, tais como infra-estrutura urbana, acesso a saúde e educação”, avaliou Cláudia Foltran.

A líder do prefeito no Legislativo, vereadora Aurita Bertoli (PT), assegurou à assessora da secretária Fernanda Richa, que nas próximas horas o prefeito Beto Preto irá convocar sessões extraordinárias da câmara, para votação do projeto de doação desta área ao Estado. “Temos absoluta certeza de que a implantação do Cense é do interesse de todos os vereadores e que o projeto será aprovado, pois Apucarana e toda a região clamam por uma estrutura adequada para abrigar menores infratores”, comentou Aurita.

A secretária de Assistência Social, Márcia Regina de Souza, disse que o prefeito Beto Preto ofertou uma área de 44 mil metros, na Gleba Pirapó, junto ao Conjunto Residencial Orlando Bacarin. “Na vistoria de hoje (ontem) a assessora da Secretaria da Mulher disse que o projeto-padrão ocupará uma área de apenas 15 mil metros”, informou.

continua após publicidade

Após a definição da empreiteira, em processo licitatório, a obra será executada num prazo de 18 meses. “O Cense de Apucarana será dotado de uma estrutura suficiente para atender sessenta adolescentes, sendo quarenta do sexo masculino e vinte do sexo feminino”, lembrou Márcia Regina.

A unidade de Apucarana custará cerca de R$ 6,7 milhões e terão recursos do Governo Federal e do Fundo Estadual da Infância e Adolescência e do Estado. O prefeito Beto Preto lembrou ontem que a construção de um Centro de Socioeducação é uma reivindicação do Ministério Público (MP) de Apucarana, que encontra dificuldades para encontrar vagas de internação para os menores apreendidos no município. O pleito também tem o apoio de diversas entidades organizadas da sociedade civil, incluindo o Conselho Comunitário de Segurança (Conseg).