Apucarana

Clima frio aumenta demanda na UPA

Da Redação ·
 Procura pelo serviço teve crescimento de 80% nos últimos dias.
fonte: Delair garcia
Procura pelo serviço teve crescimento de 80% nos últimos dias.

A queda na temperatura e a chuva dos últimos dias aumentou a demanda por serviços de saúde em Apucarana. A administração da Unidade de Pronto Atendimento (UPA-24 horas) de Apucarana afirma que a procura pelo serviço teve crescimento de 80% nos últimos dias.

Por conta da demanda, ontem era grande o movimento na unidade. No início da tarde, a reportagem foi até o local e encontrou cerca de setenta pessoas aguardando por atendimento médico, algumas delas do lado de fora da unidade. No entanto, os próprios pacientes relataram que o número chegou a cerca de cem em outros momentos.

O aposentado Roque Antônio Joaquim reclamou da demora no atendimento. “Fiquei muito tempo esperando”, afirmou ele. Aos 76 anos, dona Antônia Pereira Dias Alves foi com o genro à unidade se queixando de dores no pescoço. “Não me deram previsão nenhuma (de atendimento)”, se queixou ela. O administrador da UPA, Erlan Robson Bosso confirma que a demanda média de 240 a 300 atendimentos aumentou cerca de 80% durante o dia de ontem. Ele atribui a alta ao clima gelado dos últimos dias. “Com o tempo mais frio, aumentam os casos de viroses e gripe”, justifica.

Erlan afirma ainda que os enfermeiros da UPA adotam uma classificação de risco padrão para definir quem será atendido primeiro, que pode ocasionar maior demora no atendimento de pacientes cuja situação não é grave. “Nossa prioridade são os casos de urgência e emergência, mas a maioria procura atendimentos para consultas eletivas”, argumenta ele. Bosso garante que o número de médicos na unidade está dentro da normalidade. “Estamos atendendo com o quadro completo de médicos. Durante o dia, são quatro e, à noite, cinco“, detalha o administrador.

continua após publicidade