Apucarana

Paraná tem hoje 59 municípios em situação de emergência

Da Redação ·
 Governador Beto Richa anuncia ao lado do coronel Castilho, medidas para apoiar os municípios mais atingidos pelas fortes chuvas. Maringá, 28/06/2013. Foto: Orlando Kissner/ANPr
fonte:
Governador Beto Richa anuncia ao lado do coronel Castilho, medidas para apoiar os municípios mais atingidos pelas fortes chuvas. Maringá, 28/06/2013. Foto: Orlando Kissner/ANPr

O governador Beto Richa assinou na manhã desta sexta-feira (28), em Maringá, o decreto número 8.460/13, que estabelece situação de emergência em 59 municípios paranaenses mais atingidos pelas chuvas intensas dos últimos dias. Com o decreto, as prefeituras passam a contar com prazo de 180 dias para contratar serviços emergenciais com menos trâmites burocráticos. As prefeituras farão um levantamento dos danos provocados pelas chuvas e elaborarão plano de trabalho, que será encaminhado ao Governo Federal, para liberação de recursos.

continua após publicidade

“O Estado também vai liberar recursos para as cidades atingidas e dar todo o apoio necessário. O governo está mobilizado para atender de forma emergencial à população”, afirmou Beto Richa, ao assinar o decreto, em Maringá, junto com o chefe da Casa Militar do Governo e coordenador estadual da Defesa Civil, coronel Adilson Castilho Casitas.

Richa está no Noroeste desde quinta-feira. Ele sobrevoou a região do entorno de Paranavaí e esteve em municípios mais duramente atingidos pela cheia do rio Ivaí, como Mirador, Guaporema e Japurá. Nesta sexta-feira, Richa cumpre agenda em mais cinco municípios da região.

continua após publicidade

Durante a madrugada, a Sanepar conseguiu restabelecer o abastecimento de água na maioria das cidades afetadas. “Estamos de prontidão, porque não se pode perder tempo para ajudar as pessoas afetadas”, afirmou Beto Richa. No Noroeste há um helicóptero disponível para agilizar os atendimentos.

Levantamento feito pela Coordenadoria Estadual de Defesa Civil mostra que 78 municípios foram atingidos pelas chuvas. A maioria deles sofre com inundações dos rios Ivaí, no Noroeste, e Iguaçu, na região Sul do Estado. Especificamente nesta quinta-feira, a Defesa Civil contabiliza 78.100 pessoas afetadas – pouco menos que na véspera, porque muitas famílias puderam retornar para casa.

Na região Noroeste há um helicóptero disponível para agilizar os atendimentos. O governo já realizou o levantamento de estradas e pontes danificadas na região. A Secretaria Estadual da Agricultura e Abastecimento e a Emater fazem levantamento das propriedades rurais afetadas, para que seja providenciada ajuda. As Patrulhas do Campo (conjunto de equipamentos formado por trator, escavadeira, motoniveladora, pá-carregadeira, caminhões basculantes, entre outros) atuam para recuperar as estradas rurais.

continua após publicidade

O governador Beto Richa afirmou que, além da ajuda para os municípios atingidos pelas chuvas neste período, o governo estadual investe R$ 53 milhões na implantação de um sistema irá possibilitar prever fenômenos climáticos com três dias de antecedência. No Brasil, essa previsão ocorre apenas um dia antes.

FORÇA-TAREFA – A Coordenadoria de Defesa Civil montou força-tarefa para apoiar, principalmente os municípios que decretaram situação de emergência. "Estamos com todas as equipes atuando nas regiões prioritárias", afirmou o coordenador da Defesa Civil e chefe da Casa Militar do Paraná, coronel Adilson Castilho Casitas.

Equipes da Defesa Civil e um helicóptero foram enviados ao interior para ajudar os municípios atendimento à população e resgatar famílias que estão ilhadas.

continua após publicidade

Também estão sendo enviados colchões, cobertores, roupas, material de limpeza, utensílios para cozinha e lona para a cobertura emergencial de sete mil residências danificadas. A Secretaria da Família e Desenvolvimento Social faz levantamento da situação das famílias que precisam de abrigo, alimentos e outros suportes.

A Defesa Civil também mantém um monitoramento permanentemente junto ao Simepar e o Instituto das Águas para verificar a situação do clima e a elevação dos rios e prevenir qualquer desastre com a população.

continua após publicidade

O Instituto das Águas irá disponibilizar serviço de desassoreamento de rios para os municípios prioritários. Equipes da Secretaria de Infraestrutura e Logística apenas esperam as chuvas cederem para iniciarem um trabalho de avaliação dos estragos e recuperação de rodovias estaduais.

Municípios em situação de emergência:

Barbosa Ferraz

continua após publicidade

Bituruna

Brasilândia do Sul

Campo Largo

continua após publicidade

Carambeí

Curitiba

continua após publicidade

Dois Vizinhos

Doutor Camargo

Foz do Iguaçu

continua após publicidade

Francisco Alves

Floresta

Godoy Moreira

continua após publicidade

Guaraniaçu

Guarapuava

continua após publicidade

Grandes Rios

Ipiranga

Iporã

continua após publicidade

Imbituva

Indianópolis

Irati

continua após publicidade

Ivatuba

Itapejara do Oeste

continua após publicidade

Japurá

Jataizinho

Laranjeiras do Sul

continua após publicidade

Manoel Ribas

Mirador

Nova Laranjeiras

continua após publicidade

Ortigueira

Paraíso do Norte

continua após publicidade

Piraí do Sul

Pitanga,

Piraquara

continua após publicidade

Ponta Grossa

Porto Amazonas

Pranchita,

continua após publicidade

Prudentópolis

Querência do Norte

continua após publicidade

Realeza

Rebouças

Reserva

Rio Azul

Rio Bonito do Iguaçu

Rio Branco do Ivaí

Rio Negro

São João

São José dos Pinhais

São Jorge D’Oeste

São Jorge do Patrocínio

São Jorge do Ivaí

São João do Ivaí

Santa Tereza do Oeste

Sulina

Saudade do Iguaçu

Tibagi

Teixeira Soares

Telêmaco Borba

Umuarama

Xambrê.