Apucarana

Decisão no TJ anula destituição na Corol

Da Redação ·
continua após publicidade

O desembargador Luiz Sérgio Neiva de Lima Vieira, da 7ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Paraná, suspendeu os efeitos da assembleia realizada por cooperados da Corol na tarde desta terça-feira (28) em Rolândia.

Por decisão dos cooperados, a atual diretoria administrativa e o conselho fiscal da Corol seriam destituídos, o que fica anulado com a medida judicial. 

"Esta assembleia não tem valor nenhum. Foi uma armadilha e o tempo vai mostrar isso", afirmou o presidente da cooperativa, Eliseu de Paula. Ele garantiu a realização de uma nova assembleia geral para o dia 13 de junho, com eleição de diretoria e prestação de contas. "Vamos por a Corol em um porto seguro, não com um golpe como a Cocamar quer fazer", completou, em entrevista à rádio Terra Nativa.

continua após publicidade
confira também

O advogado Anacleto Giraldeli Filho garantiu que a decisão judicial só suspende os efeitos da assembleia até que seja provada a legalidade com abaixo assinado e edital publicado em jornais da região.



As informações constam em matéria do jornalista Marco Feltrin, do Bonde