Apucarana

Assessor da Câmara preso por suspeita de pedofilia é exonerado

Da Redação ·
 Marcos Colli foi detido pelo Gaeco por suspeita de abuso sexual de crianças
fonte: www.youtube.com
Marcos Colli foi detido pelo Gaeco por suspeita de abuso sexual de crianças

O presidente da Câmara Municipal de Londrina, Rony Alves, divulgou uma nota oficial, por volta das 22h30 de segunda-feira (20),  dando conta que exonerou o assessor Marcos Colli, detido por suspeita de abuso sexual de crianças. Sua prisão foi decretada pela juíza da 6ª Vara Criminal, Zilda Romero, e foi cumprida pelo Grupo Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco).

continua após publicidade
confira também

Colli éd presidente do diretório municipal do Partido Verde (PV) trabalhava como assessor na presidência do Legislativo. Rony Alves informou na nota que estava surpreso com a notícia e havia determinado imediato afastamento.

A promotora da 6ª Vara Criminal, Suzana Lacerda, relatou na manhã desta terça-feira (21) que o caso corre em segredo de Justiça. A pena para os condenados por esse tipo de crime pode variar de oito a 15 anos de prisão.