Apucarana

PM presta homenagens a autoridades e policiais no “Dia do Patrono”

Da Redação ·
Um das homenageadas foi a primeira dama do município, Adriana Preto
fonte: Andre Veronez/Assessoria de Imprensa da Prefeitura
Um das homenageadas foi a primeira dama do município, Adriana Preto

O 10º Batalhão da Polícia Militar, de Apucarana, realizou hoje (17), na sede da Associação dos Militares do Vale do Ivaí (Amevi), a solenidade comemorativa ao Dia do Patrono da PM, Coronel Joaquim Antônio de Moraes Sarmento. 

No evento presidido pelo major Aimoré Nunes Moreira, foram homenageados vinte e seis militares com 30, 20 e 10 anos de carreira, sem o registro de qualquer infração de conduta. Todos receberam medalhas honrosas pelos serviços prestados à PM. Outro que mereceu honraria foi o soldado Marcos Rogério da Silva que, recentemente, via telefone, orientou uma mãe e conseguiu salvar a vida de um bebê.   

Ao mesmo tempo, também foram entregues medalhas “Coronel Sarmento” a personalidades que se destacaram na sociedade regional e que contribuíram com a Polícia Militar do Paraná. O prefeito de Apucarana, Dr. Beto Preto, um dos homenageados, foi representado pela primeira-dama, Adriana Gonçalves. Ele não pode comparecer à solenidade por estar cumprindo agenda em Curitiba, com ministros do governo da Presidenta Dilma Rousseff.

Também receberam a “Medalha Coronel Sarmento”, o prefeito de Jandaia do Sul, Dejair Valério “Carneiro”; o prefeito de Marilândia do Sul, Pedro Mileski (representado pelo seu secretário de desenvolvimento econômico, Laudemir Peres); o comandante do 30º Batalhão de Infantaria Motorizado do Exército Brasileiro, tenente coronel Márcio Luiz Passos Tibério; e o presidente da Câmara de Apucarana, vereador José Airton Araújo “Deco”.

Prestigiaram o ato solene, a presidente do Conselho Comunitário de Segurança, Ana Maria Schimidt; a vereadora Aurita Bertoli; o vereador Antoniassi; o Procurador Jurídico do Município, Paulo Sérgio Vital, o comandante do Corpo de Bombeiros, Hemerson Saquetta; o capelão do 10º BPM, padre Egidio de Vidi; e o pastor José Marcos Antunes.

continua após publicidade