Apucarana

Ação conjunta autua 25 veículos em Apucarana

Da Redação ·

Agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Corpo de Bombeiros, Guarda Municipal, Receita Federal, Instituto Ambiental do Paraná (IAP) e Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar), realizaram ontem uma ação conjunta para fiscalizar veículos que transportam cargas perigosas em Apucarana. Em sete horas de operação, 55 veículos foram abordados e quase a metade, 25, receberam autos de infração.

A operação aconteceu na BR-376. O objetivo foi verificar irregularidades de documentação, sinalização, nível de risco das cargas transportadas, a fim de evitar acidentes e, consequentemente, crimes ambientais provocados pela falta de condições dos veículos. Durante a operação, seis condutores foram multados por irregularidades no transporte e quatro por carga sem nota fiscal. Os outros receberam multas durante a fiscalização por infrações de trânsito.

Segundo o subcomandante do Corpo de Bombeiros, capitão Régis Roberto Gonçalves, as principais irregularidades encontradas durante essas operações estão relacionadas à habilitação, sinalização e equipamentos de segurança. “Os condutores precisam ter um curso técnico específico para o transporte de produtos perigosos, o que em muitos casos não ocorre. Durante a ação também encontramos situações onde os equipamentos de segurança como extintores entre outros materiais necessários estão de forma irregular“, informa.

O descumprimento das normas vigentes resulta em várias consequências, como notificação, apreensão do veículo além de multas de R$ 400 à R$1,5 mil. Conforme o capitão, as fiscalizações colaboram com a diminuição do índice de acidentes envolvendo veículos com cargas perigosas.

continua após publicidade