Apucarana

PM define estratégias contra o crime

Da Redação ·
 Tenente coronel Sérgio Luiz dos Santos e coronel Vinícius César Kogut, comandante do 2º Comando Regional
fonte: Sérgio Rodrigo
Tenente coronel Sérgio Luiz dos Santos e coronel Vinícius César Kogut, comandante do 2º Comando Regional

O titular do 2ª Comando Regional da PM do Paraná, coronel, Vinícius César Kogut, se reuniu ontem com oficiais do 10º Batalhão de Polícia Militar, em Apucarana, para discutir os problemas do setor segurança e definir estratégias para conter o índice de criminalidade no município. Ainda no primeiro trimestre do ano, Apucarana registrou o 9º homicídio, número que preocupa a população e mobiliza os órgãos de segurança. Entre as soluções imediatas apresentadas estão o reforço da Tropa de Choque de Londrina, que passa a atuar no município, e a realização de uma série de operações.

Em virtude do índice de ocorrências, uma tropa do Pelotão de Choque da Polícia Militar de Londrina será encaminhada ao município a partir de hoje. “São guarnições fortes para abordagens radicais, com policiais treinados e especializados. Exatamente o que a cidade precisa”, informa. Segundo ele, o pelotão deve intensificar o trabalho da polícia ajudando a coibir a prática de crimes. “A tropa deve ficar no município de segunda à sexta. Duas ou três viaturas serão enviadas para colaborar com as operações”, assegura.

Ainda ontem, o coronel se reuniu com o delegado chefe da 17ª SDP, Valdir Abrahão, para fortalecer o apoio da PM e traçar estratégias que reduzam a criminalidade. “São nove homicídios e a situação é preocupante. Eu morei aqui muito tempo e tenho um carinho especial pela cidade e, como comandante de um órgão de segurança, tenho que dar uma resposta à população. Através da ação conjunta com a Polícia Civil vamos identificar e localizar os envolvidos nesses delitos, além de deflagrar operações que reduzam a violência”, analisa.

Kogut já havia confirmado a instalação de uma nova Escola de Formação de Soldados além de outros investimentos no 10º BPM. O concurso ainda está em andamento e a previsão é que os novos alunos se apresentem entre maio e junho em toda região. “Além dos 30 novos soldados, Apucarana terá um aumento no número de efetivo com a próxima escola que deve fornecer efetivo suficiente para atender a demanda”. Segundo ele, entre 30 e 40 homens devem ser encaminhados para formação no município.

Em janeiro, o coronel anunciou o envio de 13 veículos para reforçar o batalhão. “São viaturas novas e modernas que já estão em Curitiba sendo plotadas e equipadas com rádio e outros itens necessários e em breve serão enviadas“, garante.

O tenente coronel Sérgio Luiz dos Santos, comandante do 10º BPM, disse que 22 soldados recém-formados estão na cidade e devem receber suporte durante as diligências através das equipes de choque fornecidas pelo comando regional. Os horários de patrulhamento da tropa ainda não estão estabelecidos. “Além da tropa de choque temos duas novas viaturas que já estão nas ruas em atendimento 24 horas e outras duas em caráter de atendimento supletivo onde há um número maior de ocorrências”, revela.

continua após publicidade

ARRASTÕES - De acordo com o comandante a polícia intensificou as operações com arrastões, blitz de trânsito, além da concentração das equipes da Rotan em pontos com maior índice de crimes. “Realizamos uma operação na semana passada e devemos realizar outra ainda esta noite (ontem)”, informa.

Santos explica que a principal função da polícia é a prevenção reprimindo a criminalidade em diversas áreas da cidade. “Após a ocorrência desses homicídios e também outros crimes como assaltos e furtos em residências não temos outra alternativa senão agir com mais severidade. Vamos trabalhar para identificar e prender os envolvidos nesses delitos e impedir que outros aconteçam”, conclui.