Apucarana

Duplicação da BR-376 vai ter início em duas frentes

Da Redação ·
Duplicação da BR-376 vai ter início em duas frentes
fonte: Divulgação
Duplicação da BR-376 vai ter início em duas frentes

O governador Beto Richa (PSDB) vai anunciar na próxima quinta-feira (7) a duplicação da BR-376, a Rodovia do Café, no trecho entre Apucarana e Ponta Grossa. O anúncio e a ordem de serviço serão feitos pelo governador em Ponta Grossa, com cerimônia marcada para o Trevo do Caetano, no início da rodovia. As informações foram passadas ontem pelo deputado federal Sandro Alex (PPS), depois de uma reunião com o secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, José Richa Filho, e confirmada pela assessoria do governador.

De acordo com Sandro Alex, a CCR RodoNorte, empresa que administra a rodovia pedagiada, deverá iniciar as obras com duas frentes de trabalho, uma em Ponta Grossa e outra em Apucarana. O início por Apucarana, inclusive, é uma reivindicação de lideranças locais e do Vale do Ivaí, tendo à frente o prefeito Beto Preto (PT), o presidente da Associação dos Municípios do Vale do Ivaí (Amuvi), prefeito Luiz Carlos Gil (PMDB), de Ivaiporã, além de entidades empresariais e de classe.

O trecho entre Apucarana e Ponta Grossa tem um total de 244 quilômetros. Destes, apenas 13 quilômetros já estão duplicados, na Serra do Cadeado, entre Mauá da Serra e Ortigueira. Portanto, a obra será de 231 quilômetros, incluindo o contorno em Apucarana.

As obras são de grande porte e demandam um investimento significativo. Porém, o valor total a ser empregado, o tempo que irá levar para ser concluída e outras informações complementares serão passadas no momento do anúncio, pelo governador. “Recebemos ontem a garantia do secretário Pepe Richa de que o anúncio das obras vai ser feito pelo governador na próxima quinta-feira”, disse ontem o deputado Sandro Alex.

A Rodovia do Café é a segunda maior do Paraná em extensão, com 604,5 quilômetros. Dessa forma, a melhoria nos 244 quilômetros entre Ponta Grossa e Apucarana ampliará a infraestrutura logística do Estado e dará agilidade ao tráfego de veículos, colaborando para o escoamento da safra e aumentando a segurança dos motoristas.

As obras estão previstas no contrato de concessão da CCR RodorNorte, empresa que administra a rodovia. No entanto, a duplicação consta do cronograma para 2015/2016, e foi antecipada graças ao empenho do governador, que tratou pessoalmente dessa questão com a diretoria da RodoNorte.

Para o deputado estadual Plauto Miró (DEM), é preciso destacar a ação do governador, que em pouco mais de um ano de mandato conseguiu, através do diálogo, antecipar obras importantes no sistema rodoviário do Estado, em parceria com as concessionárias. Como o investimento está previsto no contrato de concessão, não haverá impacto na tarifa de pedágio. “A duplicação da Rodovia do Café é mais um compromisso de campanha cumprido pelo governador, que não tem medido esforços para conseguir melhorar a infraestrutura logística do Paraná”, comentou Plauto.

A CCR Rodonorte foi procurada para comentar o assunto, mas segundo assessoria de comunicação, a direção da empresa encontrava-se em viagem para visitar prefeituras da região, e não pode ser localizada para comentar o assunto.

continua após publicidade