Apucarana

Arcebispo de Curitiba defende papa Bento XVI

Da Redação ·
 Dom Moacyr José Vitti e Bento XVI
fonte: divulgação
Dom Moacyr José Vitti e Bento XVI

A Arquidiocese de Curitiba se posicionou diante do pedido de renúncia do papa Bento XVI. Joseph Ratzinger anunciou permanecer no cargo somente até o fim de fevereiro, pois de acordo com ele, sua saúde está frágil e o impede que exerça as obrigações que o cargo exige. Muitas especulações surgiram em torno da decisão, até porque a última renúncia papal foi há quase 600 anos.

"Não há dúvidas de que a notícia da renúncia nos pegou de surpresa, assim como o mundo todo. Porém, a atitude do papa frente às suas condições de saúde foi, ao meu ver, muito nobre diante da ganância pelo poder percebida hoje, também em âmbito religioso", afirmou o arcebispo, dom Moacyr José Vitti.

Segundo Vitti, a Igreja continua normalmente a sua caminhada, orientada pelo Espírito Santo, "pois é Cristo quem está no comando da barca". "A Igreja vai cumprir a sua missão até o fim dos tempos", disse.

Informações: O Bonde

continua após publicidade