Apucarana

Apucarana: Polícia Civil desvenda atentado contra casa de sargento

Da Redação ·
 Maycon Douglas de Almeida seria o mandante do atentado contra o sargento da PM
fonte: divulgação
Maycon Douglas de Almeida seria o mandante do atentado contra o sargento da PM

O delegado adjunto da 17ª Subdivisão Policial (SDP), Ricardo Teixeira Casanova, confirmou nesta terça-feira (29) que dois acusados de planejar e executar atentado a tiros contra a casa de um sargento da PM em Apucarana, na madrugada de 18 de dezembro de 2012, foram identificados e enquadrados penalmente.

continua após publicidade


Segundo Casanova, a residência do policial militar, localizada à Rua Eurico de Oliveira, Jardim Aeroporto (zona leste da cidade), foi alvo de quinze disparos de pistola calibre 9 nove milímetros. Os projéteis de arma de fogo atingiram as paredes de um dos quartos onde dormia o filho do policial, mas ninguém ficou ferido.

De acordo co Casanova, "durante as investigações ficou demonstrado de forma inequívoca que os disparos foram realizados pelo adolescente P.A.S.F., de 17 anos, a mando do detento Maycon Douglas de Almeida, 20, que se encontrava recolhido no minipresídio de Apucarana pelo crime de homicídio na forma tentada.

continua após publicidade
confira também

O delegado afirma que o mandante do crime tinha como objetivo apenas afrontar o Estado e a residência do policial militar em questão, que mora em Apucarana, mas trabalha em Arapongas, foi escolhida em razão da possibilidade de rápido deslocamento de fuga após o atentado, uma vez que o adolescente reside em um bairro vizinho.

Maycon foi transferido para a Casa de Custódia de Londrina (CCL). A polícia o indiciou pelo crime de homicídio tentado qualificado por motivo torpe e com a utilização de recurso que tornou impossível a defesa da vítima (sono noturno) e também pelo delito de corrupção de menores. Contra ele foi expedido outro mandado de prisão preventiva pela prática de mais esses dois últimos crimes.

O adolescente já se encontra internado em Londrina, onde cumpre medida socioeducativa restritiva de liberdade. O menor também foi responsabilizado pela prática de crime de roubo praticado contra uma construtora em Cambira, ocorrido em 8 de janeiro de 2013.