Apucarana

Beto Preto decreta luto oficial pela morte de Dalmen de Pinho Tavares

Da Redação ·
Morre o juiz aposentado Dalmen de Pinho Tavares
fonte: Tribuna do Norte
Morre o juiz aposentado Dalmen de Pinho Tavares

O Judiciário está de luto em Apucarana e região. Faleceu ontem (14), no Hospital do Câncer de Maringá, o juiz aposentado Dalmen de Pinho Tavares, de 75 anos. O prefeito de Apucarana, Beto Preto (PT), decretou luto oficial de três dias em razão do falecimento do juiz Dalmen de Pinho Tavares. Em dezembro os médicos diagnosticaram um câncer no ex-magistrado.

Dalmen foi o titular da Vara da Família e da Infância na Comarca de Apucarana durante muitos anos e se aposentou na cidade.

De boa prosa, ele tinha um vasto círculo de amizades não só dentro do Judiciário. O corpo vai ser cremado hoje (14) à tarde, no crematório de Maringá.

continua após publicidade

O velório acontece desde as 23h30 de segunda-feira (14), na Capela Mortuária de Apucarana.

continua após publicidade

Conforme o juiz Katsujo Nakadomari, Dalmen foi o magistrado que mais tempo permaneceu na comarca de Apucarana, assumindo o cargo de juiz na comarca em 1985 e se aposentando em 2004. Ele também foi juiz na Comarca de Jandaia do Sul por sete anos, quando foi transferido para Apucarana, cidade que adotou para viver até o fim da vida.

O juiz deixa viúva, netos e três filhos, um deles médico de Jandaia do Sul, e o delegado Luciano de Pinho Tavares, radicado em Curitiba. A Polícia Civil do Paraná divulgou nota de pesar pelo falecimento do juiz aposentado.


Leia mais na edição de quarta-feira (16) da Tribuna do Norte - Diário do Paraná