Apucarana

UTFPR aprova mais R$ 11,2 milhões para o Campus de Apucarana

Da Redação ·
UTFPR aprova mais R$ 11,2 milhões para o Campus de Apucarana
fonte: Tribuna do Norte
UTFPR aprova mais R$ 11,2 milhões para o Campus de Apucarana

O Conselho de Planejamento e Administração da UTFPR - Órgão Superior Deliberativo da Universidade em matéria de recursos humanos, financeiros, infraestrutura e desenvolvimento físico - aprovou o Orçamento de 2013 da UTFPR descentralizando mais de R$ 11,2 milhões para o Campus Apucarana.

Os recursos serão destinados para a construção de mais um bloco com 4.400 m2, além de investimentos para aquisição de equipamentos, mobiliários, livros, reformas, obras de infraestrutura, melhorias e custeio, para o ensino, pesquisa, pós-graduação e extensão do Campus.

O Conselho é constituído por 44 conselheiros dos 12 campi, tendo o reitor como presidente e os seguintes membros: Vice-reitor; Pró-reitores; Diretores-gerais dos Campi; Diretores de Planejamento e Administração; Chefes de Departamento de Planejamento e Administração; representante docente indicado pelo MEC; auditor institucional;
representante discente; representantes docentes e representante dos Técnico- Administrativos.

São representantes do Campus Apucarana e estiveram na reunião o diretor-geral, professor Aloysio Gomes de Souza Filho, a diretora de Planejamento e Administração, Marcelia de Fátima Guimarães, e o diretor de Relações Empresariais e Comunitárias, professor Márcio Roberto Ghizzo.

Segundo o professor Aloysio Gomes, estes recursos somam-se aos mais de R$ 11 milhões conquistados nestes últimos quatro anos e demonstra a rápida expansão do Campus. Atualmente, o Campus já tem condições para abertura da Engenharia Química em 2013, após a liberação das vagas de docentes e técnicos-administrativos pelo MEC. O novo bloco a ser construído será suficiente para a implantação de duas engenharias.

Em novembro, o Campus já havia conquistado também mais de R$ 1,5 milhões da Reitoria, sendo que R$ 735 mil foram investidos na aquisição de equipamentos e mobiliários e mais de R$ 800 mil no Restaurante Universitário, elevadores, subestação de energia, custeio e projeto para a construção de mais 4.400 m2.

Os investimentos proporcionarão a implantação de 11 novos laboratórios, tais como de informática, física, química, físico- química, têxtil, e de pesquisas, além de salas de aulas e de espaços administrativos de ensino, pesquisa, pós-graduação e extensão, para atendimento aos cursos já ofertados no Campus.

Esses recursos possibilitaram a aquisição de um Espectrofotômetro de Absorção Atômica (R$ 225 mil); equipamentos de Informática (R$ 150 mil); equipamentos Têxteis (R$ 106 mil); equipamentos de Física (R$ 50 mil); equipamentos de Química (R$ 40 mil); mobiliários (R$ 100 mil) e R$ 64 mil para livros.

O Espectrofotômetro de Absorção Atômica com atomização por chama e forno de grafite é destinado principalmente à análise de metais nas mais diversas matrizes. Permitirá pesquisas na área ambiental: na análise de águas, efluentes e resíduos; na área de alimentos; catalisadores; tecidos e corantes. Contribuirá para o controle e monitoramento de resíduos ambientais e no desenvolvimento de trabalhos de conclusão de cursos, podendo ser usado para o ensino, pesquisa, pós-graduação e extensão. É, portanto, um equipamento completo de uso multidisciplinar.

continua após publicidade
confira também

Já o conjunto de Foulard (composto por um Foulard Horizontal e um Foulard Vertical) é destinado ao tingimento, acabamento e controle de qualidade de tecidos. Estes equipamentos possibilitarão aulas práticas não apenas no curso de Engenharia Têxtil, ou seja, atenderão as necessidades nas disciplinas de Tecnologia de Tingimento (Eng. Têxtil), Materiais Têxteis II (Design de Moda) e Química Têxtil e Couros II (Processos Químicos).

Dentre os equipamentos, foi adquirido também um “Jigger” (equipamento têxtil) no valor de R$ 54.157,52 que é destinado ao tingimento, alvejamento, lavagem e controle de qualidade. Relacionados à UTFPR, estes equipamentos poderão ser destinados também a pesquisas e extensão em testes práticos, possibilitando interação com empresas da região.

RESTAURANTE UNIVERSITÁRIO

O Campus já adquiriu também os equipamentos, utensílios para copa/cozinha e mobiliários para a implantação do Restaurante Universitário (RU), com investimentos de R$ 185.486,06. Foram investidos também R$ 179.069,51 já para a ampliação do espaço. O RU deverá estar em funcionamento a partir do início das atividades do próximo semestre, servindo refeições subsidiadas no valor de R$ 3,00.

SUBSTAÇÃO DE ENERGIA
O Campus contratou empresa para a execução de mais uma subestação de energia elétrica no valor de R$ 100.951,63. A subestação atenderá o aumento de carga possibilitando principalmente a implantação do Restaurante Universitário-RU e atenderá futuras demandas de expansão do Campus.

INSTALAÇÃO DE ELEVADORES

continua após publicidade

O Campus assinou o contrato com a Construtora Deka de Apucarana para adequações para a instalação dos elevadores nos Blocos L e M. O investimento será de R$ 52.373,97 e garantirá a acessibilidade aos ambientes superiores.

PROJETOS PARA A CONSTRUÇÃO DE MAIS 4.000 m2

O Campus Apucarana assinou o contrato com empresa especializada para a elaboração dos projetos para a construção de mais um bloco, com quatro pavimentos, num total de 4.400 m2. Foi contratada a empresa R. B. Coelhos Construtores Associados, de Apucarana, no valor de R$ 127.045,08. A empresa a ser contratara terá o prazo de 75 dias para a elaboração dos projetos. Segundo o diretor-geral, professor Aloysio Gomes, o Bloco N será projetado já em atendimento às necessidades apresentadas pelos docentes e técnicos- administrativos do campus para a abertura de novos cursos de engenharia.

DEMANDAS DE CUSTEIO

O Campus conquistou R$ 160.672,58 em recursos para custeio que foram destinados a atender as demandas solicitadas. A verba liberada pela Reitoria irá para adaptação de ambientes, instalação dos elevadores e aquisição de vidrarias e reagentes para a instalação de mais laboratórios.