Apucarana

Ataques de animais peçonhentos aumentam no verão

Da Redação ·

Técnicos do núcleo de Entomologia da 16ª Regional de Saúde (RS) de Apucarana alertam sobre o aumento do número de acidentes com animais peçonhentos nos meses mais quentes do ano. De acordo com dados da entidade, de novembro a março, os acidentes com escorpiões, taturanas, aranhas, cobras e até abelhas crescem 80%.

Segundo os técnicos, com a maior quantidade de chuva, os esconderijos dos animais podem alagar, e ao deixarem o local, eles entram em contato com as pessoas. Por isso, nessa época do ano é importante evitar o acúmulo de entulhos e a formação de matagais, bem como manter os jardins sempre limpos.

continua após publicidade
confira também

No último domingo, um homem levou picada de cobra quando estava na Mata do Schhmidt. Os técnicos da 16ª Regional explicam que para identificar serpentes peçonhentas é preciso observar, na cabeça do animal, entre o olho e a narina, a existência de um orifício, chamado fosseta loreal. Todas as serpentes peçonhentas brasileiras têm.

O pessoal da 16ª RS alerta ainda sobre importância de manter todos os locais limpos, para também evitar a proliferação do bicho barbeiro e do mosquito transmissor da Leishmaniose, que é favorecida pelo calor.