Apucarana

Apucarana: Casa de sargento da Rotam é alvo de atentado a tiros

Da Redação ·

A residência do sargento Santana, das Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas (Rotam) da Polícia Militar (PM), situada à Rua Euirico de Oliveira, no Jardim Aeroporto, na zona leste de Apucarana, foi alvo de atentado a tiros por volta das 3 da madrugada desta terça-feira (18).

De acordo com a PM , quinze disparos de pistola nove milímetros foram dados contra a casa do policial, que reside em Apucarana, mas está lotado na 7ª Companhia da Polícia Militar (PM) de Arapongas.

Cinco projéteis atingiram as proximidades da janela do quarto de um filho de 18 anos do sargento, que está de férias, e os demais o portão e outras dependências da moradia. No local policiais militares recolheram 15 estojos deflagrados de munição 9 milímetros. Ninguém ficou ferido. A família dormia no momento do fato.

Um homem a pé deixou as proximidades da residência do policial logo após os estampidos. Além do jovem e do policial, estavam em casa sua esposa e o enteado. 

continua após publicidade

A polícia já abriu procedimento para investigar o atentado. Uma das possibilidades é de que o ataque tenha sido uma ordem que partiu de dentro de algum presídio.

continua após publicidade
confira também

3º em menos de um mês - Esse é o terceiro atentado em Apucarana contra alvos relacionados com a PM em menos de um mês. Na madrugada de 27 de novembro o módulo da Polícia Militar (PM) situado na Praça Tibagi, na Vila Nova, na zona sudeste de Apucarana, foi apedrejado e incendiado. Assim que tomaram conhecimento do fato, equipes de policiais militares se deslocaram até o local e realizaram rondas nas imediações, mas não conseguiram localizar os autores do vandalismo.

No dia 21 de novembro, o módulo foi novamente alvo de um atentado a tiros, também durante a madrugada. Dois homens ocupando uma motocicleta vieram pela rodovia, circundaram a praça e subiram no sentido da TV Tibagi. Foi quando o garupa sacou uma pistola nove milímetros e efetuou oito disparos contra a edificação. Ninguém ficou ferido. Até o momento nenhum suspeito de praticar os atentados foi preso.


Leia mais na edição de quarta-feira (19) da Tribuna do Norte - Diário do Paraná