Apucarana

Justiça Eleitoral diploma prefeito Beto Preto e vereadores em Apucarana

Da Redação ·
   Prefeito eleito de Apucarana, Beto Preto (PT), e vereadores durante diplomação
fonte: Sérgio Rodrigorte - Tribuna do Norte - Diário do Paraná
Prefeito eleito de Apucarana, Beto Preto (PT), e vereadores durante diplomação

Uma multidão lotou na noite de ontem o Fórum Desembargador Clotário Portugal, em Apucarana, a fim de acompanhar a diplomação dos eleitos prefeito, vice e vereadores no município. O juiz de Direito da 28ª Zona Eleitoral da Comarca, José Roberto Silvério, abriu a solenidade com um discurso em prol da moralidade, do zelo e da probidade na administração pública. “Estamos vivendo um momento histórico com o julgamento do mensalão. A sociedade brasileira não tolera mais políticos corruptos e o Poder Judiciário muito menos”, afirmou o magistrado.

Silvério pediu que os eleitos não se esqueçam do que prometeram durante a campanha e que atendam todos os direitos da população assegurados pela Constituição Federal. “Construam casas que possam ser pagas pelos trabalhadores, mantenham os postos de saúde em funcionamento e com remédios, todos os dias, não apenas em certas épocas especiais”, disse.

Ele ainda assinalou que os vereadores que vão assumir uma cadeira no Legislativo municipal têm uma missão árdua pela frente, em especial pela crise vivenciada na instituição após as denúncias envolvendo a Casa. “Os vereadores terão de resgatar o respeito do cidadão, mostrar sua exata função, fiscalizar o funcionamento da Câmara e do Executivo, exigindo dos colegas a prestação de cada centavo gasto”, sustentou.

Além do prefeito eleito Beto Preto (PT) e o vice Júnior da Femac (PDT), foram diplomados durante a sessão os vereadores Telma Reis (PMDB), Aurita Bertoli (PT), Luiz Magalhães (PT), Vladimir do Ponta Grossa (PDT), Gilberto do Trânsito (PMN), Professor Molina (PMDB), Mauro Bertoli (PTB), Antônio Ananias (PSDB), José Eduardo Antoniassi (PSDB) e José Airton de Araújo, o Deco (PR). Foragido, o vereador Alcides Ramos Júnior (DEM) também foi chamado, mas não enviou terceiros para receber o diploma em seu lugar. Os suplentes Rodolfo Mota (PSD), Antônio Marques da Silva (PTB), Antônio Carlos Sidrin (PHS) e Paulo César Farias (DEM) também foram diplomados.

Beto Preto se emocionou ao relatar sua trajetória na política, acompanhando eleições desde os 6 anos de idade ao lado do pai Pedro Preto, ex-preso político. “É um caminho que se iniciou praticamente há 38 anos. Quando completei 18 anos, a primeira coisa que fiz foi tirar meu título de eleitor”, recordou. Ele ressaltou que foi eleito nas três zonas eleitorais do município e que administrará para os que mais precisam das políticas públicas. “Nossa cidade de Apucarana é maravilhosa, mas pela condução política dos últimos anos ficou estagnada. Reafirmo meu compromisso com funcionamento do SUS, como o desenvolvimento econômico, com o pagamento em dia dos salários dos servidores, com uma educação que ensine diretrizes éticas para a vida toda, uma administração completamente transparente”, defendeu.

continua após publicidade