Apucarana

MP apura suposta ‘divisão’ de salários com Alcides

Da Redação ·
MP apura suposta ‘divisão’ de salários com Alcides
fonte: Arquivo
MP apura suposta ‘divisão’ de salários com Alcides

Os depoimentos prestados anteontem ao Ministério Público pelos servidores da Câmara de Apucarana, Thiago Henrique Camotti e Rachel Michelle Weckverth Garcia, vão resultar em novas investigações envolvendo a Casa. É o que revelou ontem o promotor de Defesa do Patrimônio Público, Eduardo Augusto Cabrini. De acordo com ele, duas novas denúncias foram relatadas, podendo abrir o leque de ligados às supostas irregularidades no Legislativo municipal.

continua após publicidade
confira também

“Ambos trouxeram fatos novos e ainda mais graves, como a comunicação da divisão de salário com o ex-presidente da Câmara (Alcides Ramos Júnior) e a existência de pagamentos irregulares de diárias”, disse o promotor de Justiça. Após o depoimento, Thiago e Rachel também tiveram a prisão revogada. Eles foram liberados no final da tarde de ontem.

continua após publicidade

Leia a matéria completa na edição deste sábado (8) da Tribuna do Norte - Diário do Paraná.