Apucarana

Prefeitura de Apucarana suspende licitação do Cisvir

Da Redação ·

Prefeito João Carlos de Oliveira argumenta que área do projeto inicial não era inadequada  |Foto: Sérgio Rodrigo O prefeito de Apucarana, João Carlos de Oliveira (PMDB), assinou ato administrativo interno suspendendo por tempo indeterminado o processo licitatório para construção da nova sede do Consórcio Intermunicipal de Saúde do Vale do Ivaí e Região (Cisvir). A medida atende a uma solicitação feita através de ofício encaminhado pelo presidente do Cisvir, o prefeito atual de Marumbi, Adhemar Rejani (PMDB), com aval dos prefeitos eleitos que fazem parte do consórcio.

continua após publicidade

Movimento encabeçado pelo prefeito eleito de Apucarana, Carlos Alberto Gebrim Preto (PT), o Beto Preto, e pelo vereador Aldivino Marques da Cruz Neto (PSC), o Val, é contra a construção da sede do Cisvir na região do Lago Jaboti. Eles entendem que aquela é uma área de preservação ambiental e de difícil acesso para os usuários dos atendimentos especializados de saúde.

Em reunião realizada na última terça-feira na sede da Associação dos Municípios do Vale do Ivaí (Amuvi), ambos apresentaram suas justificativas aos demais prefeitos eleitos. Ao mesmo tempo, o vereador e vice-prefeito eleito Júnior da Femac (PDT) apontou três outros terrenos em Apucarana que, segundo ele, seriam adequados para a obra sob vários aspectos. Um deles está situado nas imediações do Terminal Rodoviário, no Jardim América, outro no Jardim Diamantina, próximo à Guarda Mirim, e outro abaixo do antigo Pronto Atendimento Municipal (PAM). Agora, o Cisvir terá tempo para definir nova área e modificar o projeto.

continua após publicidade

Leia a matéria completa na edição deste domingo 94) da Tribuna do Norte - Diário do Paraná.