Apucarana

I Rodada da Moda Paranaense movimenta Apucarana

Da Redação ·
O presidente da ACIA, Jayme Leonel, discursa na abertura: “Temos certeza de que ele vai pôr Apucarana e região no mapa da moda do País”
fonte: Divulgação
O presidente da ACIA, Jayme Leonel, discursa na abertura: “Temos certeza de que ele vai pôr Apucarana e região no mapa da moda do País”

Com a presença de empresários, lideranças políticas e representantes de várias entidades, foi  realizado, na noite desta segunda-feira (16), o coquetel de abertura da I Rodada de Negócios da Moda Paranaense. O evento acontece nesta terça (17) e quarta-feira (18). Localizado na Associação Cultural e Esportiva de Apucarana (ACEA), o evento reúne mais de 40 expositores de várias cidades e compradores de quase vinte estados e conta com mais de 3 mil itens entre moda masculina e feminina, surf street, infantil, infantil bebê, bonés e acessórios.


“A Rodada de Negócios destaca-se como o evento que mais vem recebendo a nossa atenção, pois temos certeza de que ele vai pôr Apucarana e região no mapa da moda do País. Além disso, o evento é diretamente ligado a um segmento que tem importância estratégica na economia do nosso município, do nosso Estado e do nosso País”, afirma o presidente da Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Apucarana (ACIA), Jayme Leonel.


Para tornar a I Rodada da Moda Paranaense uma realidade, uniram-se a ACIA e a Prefeitura de Apucarana, com a participação também do Sebrae, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), Sindicato da Indústria do Vestuário de Apucarana e Vale do Ivaí (Sivale), Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado do Paraná (Faciap), Sicoob Aliança, entre outras entidades. Jayme Leonel lembrou que, segundo dados do próprio governo federal, o setor têxtil é responsável por 17,5% do PIB da indústria de transformação nacional e por cerca de 3,5% de todo o PIB do País.


“No Paraná, segundo a Fiep, o segmento de têxtil e vestuário tem posição das mais relevantes para a economia do Estado. Em 2011, gerava 88.204 empregos diretos em 5.816 empresas”, acrescentou Jayme Leonel. Ele destacou ainda o potencial do chamado “Corredor da Moda”, que vai de Londrina a Cianorte, passando por Apucarana e Maringá.

continua após publicidade

Everson Feliciano, representando o Sebrae, também destacou a importância da I Rodada. “Hoje se fala muito em inovação e, neste sentido, precisamos muito de eventos como este”, ressaltou. Christianne Fiusa, da empresa J & B de Albuquerque, de Recife, contratada pela ACIA para dar consultoria ao evento, destacou a força da união que tornou possível a Rodada. Ela lembrou especialmente o empenho do empresário Haroldo Kimura, da diretoria da ACIA, que conheceu a Rodada da Moda Pernambucana, realizada em Caruaru.


“Ele sonhou com este evento, acreditou, lutou juntamente com os demais e o resultado está aí”, assinalou ela. Manoel Araújo, representando a Fiep, e o prefeito João Carlos de Oliveira também fizeram uso da palavra. Os organizadores reforçam o convite para que comerciantes de todo o Estado se juntem aos compradores de fora, visitando a ACEA nos dois dias do evento, a fim de conhecer o formato da Rodada e as oportunidades de negócios.